Início / Blog / Atualidades / Como usar a máscara corretamente e garantir a verdadeira proteção

Como usar a máscara corretamente e garantir a verdadeira proteção

Responsive Image

O uso da máscara nunca foi tão importante. Com a chegada do COVID-19, o Ministério da Saúde passou a recomendar que todas as pessoas façam o uso de máscaras para diminuir o risco de contaminação. Em alguns estados, inclusive, o uso é obrigatório sob pena de multa. Isso porque usar a máscara corretamente pode proteger até 70% da carga de vírus que uma pessoa poderia pegar se não estivesse usando nada. 
 
Aí é que está um ponto importante: a proteção só acontece se a máscara for utilizada da maneira certa. Caso contrário, poderá colocar em risco você e as pessoas que você encontrar pelo caminho. Mas afinal, como usar a máscara corretamente? Existem alguns passos para seguir e garantir a sua proteção sempre que sair de casa. 
 

 

Cubra totalmente o nariz, a boca e o queixo

A primeira coisa é se certificar de que a sua máscara cobre totalmente o nariz, a boca e o queixo. Não cubra apenas as narinas, é necessário deixar todo o nariz em baixo do tecido.
 
A máscara funciona como uma barreira, evitando que as gotículas do vírus se espalhem quando alguém contaminado fala, tosse ou espirra. Para quem está saudável, serve como uma proteção para que as mucosas da boca e do nariz não entrem em contato com as partículas contaminadas. 
 
O objetivo, em resumo, é jamais deixar lábios e narinas expostos, cobrindo as portas de entrada e saída do vírus. 
 
Quem usa óculos costuma reclamar que as lentes embaçam e, por isso, podem descer um pouco a máscara expondo partes do nariz e diminuindo a proteção. Para evitar isso, é melhor optar por modelos que vêm com arame flexível por dentro, facilitando que a máscara se molde ao rosto e incomode menos. 
 
Se você quer saber mais sobre vírus assista a aula sobre o tema em nosso canal do Youtube!
 

TV Hexag – Biologia – O que são os vírus?

 

A máscara não pode ficar folgada no rosto

 
Com a necessidade do uso de máscaras, aumentou muito as possibilidades de compra e venda deste item de proteção. No entanto, nem todas as pessoas usam o mesmo tamanho de máscara e, por isso, alguns modelos podem ficar folgados no rosto. Se isso acontecer, diminuirá o efeito de proteção porque irão formar vãos por onde as gotículas do vírus podem entrar. 
 
É por isso que os artesãos costumam perguntar se a máscara é para adulto ou criança, para fabricar do tamanho adequado. Mesmo assim, o tamanho pode variar de uma pessoa para outra. Neste caso, é preciso encontrar um modelo que garanta a vedação completa no rosto. Se necessário, você pode dar um nó no elástico para que a máscara se ajuste ao seu rosto.
 

Não  toque na parte frontal nem deixe-a no queixo

 
A máscara está lá exatamente para proteger o nariz e a boca. Isso significa que se você entrar em contato com o vírus as gotículas vão ficar na parte externa do tecido. Ou seja, se você tocar na parte frontal pode acabar se contaminando.
 
Existem pessoas que abaixam a máscara até o queixo para tomar água, por exemplo. Mas, ao fazê-lo, pode ser que a máscara se inverta e acabe tocando exatamente as mucosas da boca e do nariz, colocando sua saúde em risco. O ideal é sempre retirar a máscara pelo elástico e tocar apenas nele. Se precisar recolocar, faça também pelos elásticos.
 

Não deixe a máscara usada em cima da mesa

 
Sempre que precisar fazer uma pausa para se alimentar e precisar retirar a máscara, não a deixe sobre a mesa. Se a parte frontal tiver recebido gotículas do vírus pode acabar contaminando o local. A regra é ainda mais importante quando falamos de ambientes compartilhados, como refeitórios, por exemplo.
 

Lave bem as mãos após manusear a máscara

 
Depois de usada, a máscara pode ficar contaminada. Por isso, lave bem as mãos com água e sabão depois de tirar ou de colocá-la. Se não for possível lavar, passe álcool em gel para higienizar as mãos. 
 

Após usar, jogue fora ou lave

 
Caso a sua máscara seja descartável, coloque-a dentro de um saco antes de depositar na lixeira. Isso evita que a pessoa que irá recolher o lixo encoste na superfície contaminada e fique doente.
 
Se você optou por uma máscara de tecido reutilizável, lembre-se que você precisa lavá-las com água e sabão sempre que terminar de usar. Outra opção é deixá-las de molho em uma solução com 10 ml de água sanitária e meio litro de água por cerca de 20 minutos. Para reforçar a esterilização, passe um ferro quente.
 

Tipos de máscara caseira

 
Devido à alta procura por máscaras, diversas pessoas passaram a vender ou fazer suas próprias máscaras de tecido. Mas nem todos os materiais garantem a proteção. A recomendação é usar o tricoline, um tipo de tecido de algodão, com duas camadas de tecido.
 
Também tem opções feitas com TNT, mas a gramatura precisa ser maior do que 40 e deve ter duas camadas. No entanto, ela não pode ser lavada. Por isso, as de tecido são mais recomendadas por durarem mais.
 
Agora você já sabe como usar a máscara corretamente, protegendo a si mesmo e aos outros.
 

Dicas do Ministério da Saúde

 
A Anvisa disponibilizou um manual sobre a utilização de máscaras que pode ser conferido no link abaixo:

https://bit.ly/32G8013

Temos também alguns vídeos com orientações importantes:
 


 

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

user

Comentários

Responsive Image

Bitnami