01/02/2021 Atualidades

O que é o pré-sal?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
O que é o pré-sal?

Nos últimos anos, tornou-se importante saber o que é o pré-sal pela descoberta de uma faixa de 800 km dessa camada na costa do Brasil. A reserva brasileira de pré-sal pode ser encontrada nos estados do Espírito Santo e Santa Catarina. Com qualidade elevada, o petróleo brasileiro do pré-sal está concentrado em três bacias sedimentares: Bacia de Santos, Bacia de Campos e Bacia do Espírito Santo. Continue lendo para saber mais.

Entenda o que é o pré-sal

Pré-sal é uma área de reservas petrolíferas que está situada abaixo de uma profunda camada de sal, dando origem a uma das diversas camadas rochosas do subsolo marinho. O nome pré-sal se deve à escala de tempo geológica, que é o tempo da formação do petróleo. Como a camada de reserva do petróleo se formou antes da camada de sal, recebeu o nome de pré-sal. Essa camada de petróleo se formou há milhões de anos depois foi encoberta pela camada salina.

A formação do pré-sal

Os geólogos acreditam que há um grande depósito de matéria orgânica acumulado entre a costa ocidental da África e da América do Sul. No decorrer de milhões de anos abaixo da camada salina, essa matéria orgânica esteve prensada por lâminas pesadas, dando origem ao petróleo.

A camada mais antiga de sal foi depositada durante o processo de abertura do Oceano Atlântico, depois do supercontinente Gondwana ter se quebrado. Em teoria, essa quebra levou ao afundamento que deu origem à junção oceânica das placas americanas e africanas. As camadas mais recentes de sal teriam sido depositadas na última fase do mar raso com o clima árido e semiárido.

Estima-se que as maiores concentrações de petróleo pré-sal estejam no Brasil (entre as regiões Nordeste e Sul), no Golfo do México e na costa ocidental da África. Esses reservatórios permanecem praticamente inexplorados pelo homem.

O pré-sal no Brasil

A grande reserva de petróleo e gás natural do pré-sal encontrada no Brasil está localizada a mais de sete mil metros abaixo do nível do mar. Sobre essa camada petrolífera está uma extensa camada salina que pode atingir até dois mil metros de espessura, dificultando, assim, a sua exploração.

A faixa litorânea que compreende o pré-sal brasileiro possui cerca de 800 quilômetros, envolvendo os estados do Espírito Santo e de Santa Catarina. O petróleo do pré-sal possui excelente qualidade e está situado em uma área de três bacias sedimentares: Bacia de Santos, Bacia de Campos e Bacia do Espírito Santo.

Obstáculos para a extração do pré-sal

Extrair o petróleo das camadas de pré-sal não é uma tarefa simples, a seguir listamos alguns dos principais obstáculos.

Profundidade

As reservas petrolíferas do pré-sal estão situadas a mais de 7 mil metros. Ficam abaixo de dois mil quilômetros de água, dois mil quilômetros de rocha e mais dois mil quilômetros de crosta de sal.

Sal

Esse é o principal obstáculo enfrentado pelo Brasil para a extração do petróleo do pré-sal. Em profundidades de três ou quatro mil metros de profundidade, o sal se comporta como um material de aspecto viscoso, sendo instável. A Petrobras trabalha com extração de petróleo em bacias de até 5 mil metros, contudo, nesse caso, é profundidade de rocha, ou seja, sem sal.

Manter o petróleo quente

O petróleo ferve dentro das rochas e, para extraí-lo, é essencial mantê-lo quente, uma vez que a queda brusca de temperatura leva à formação de coágulos que podem entupir os dutos.

Tecnologia avançada

As reservas petrolíferas do pré-sal estão localizadas em áreas de temperaturas muito elevadas, que ficam entre 80°C e 100°C. Trata-se de uma área sob alta pressão e temperaturas altas, em que a composição das rochas acaba se alternando. Essas condições tornam a extração do petróleo do pré-sal muito mais difícil, demandando o uso de tecnologia avançada.

Custo

A demanda por tecnologias avançadas e muita mão de obra eleva consideravelmente o custo da operação de extração do petróleo.

Quais são os benefícios de extrair petróleo do pré-sal?

Como já mencionamos, o petróleo do pré-sal possui excelente qualidade sendo leve, ou seja, de baixa densidade (igual ou abaixo de 0,87). Estar nessa camada permite que o petróleo tenha a sua qualidade preservada.

O petróleo da camada pré-sal é mais facilmente refinado, permitindo a produção de derivados finos. Nessa camada, tem menor quantidade de enxofre, poluindo menos e sendo, dessa forma, mais valorizado comercialmente.

Petróleo do pré-sal e o meio ambiente

Atualmente, há uma grande discussão no mundo a respeito da necessidade de reduzir a poluição, apostando em formas de energia limpas, como a solar e a eólica, por exemplo. Dessa forma, a atitude do Brasil de investir na extração petrolífera do pré-sal soa como um retrocesso.

Ao investir na extração da camada de pré-sal, o Brasil está indo na contramão de grande parte do planeta. Devemos lembrar que o petróleo tem grande potencial para gerar poluição por meio dos seus derivados. O dióxido de carbono, enxofre e outros gases emitidos nesse processo poluem a atmosfera.

Devemos considerar, ainda, os vazamentos e acidentes que resultam no espalhamento de petróleo em oceanos, levando diversas espécies vegetais e animais à morte. Trata-se de uma questão que demanda muitas discussões e alinhamentos para que possa ser resolvida da melhor forma para o Brasil e para o planeta.

Retornar ao Blog