23/06/2022 Atualidades

Poluição: o que é e quais os tipos?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Poluição: o que é e quais os tipos?

Quando se fala a respeito de poluição, muitas pessoas têm imagens bem formadas em suas mentes. Contudo, existem mais de um tipo desse problema que interfere no equilíbrio do ambiente. Continue lendo para entender mais sobre o conceito e quais são esses tipos.

O que é poluição?

A poluição refere-se a alterações (químicas, biológicas ou físicas), geradas pelo ser humano ou naturalmente, que prejudicam o meio ambiente. Elas podem afetar a qualidade da água, do ar e do solo. Em resumo, a poluição gera um efeito negativo no ecossistema e pode se dar tanto por vias naturais, como terremotos e tsunamis, quanto por ações do ser humano.

A poluição gerada pelo ser humano pode ser prejudicial para o solo, o ar, a água e também afetar a espécie através da difusão de doenças, escassez de recursos naturais e redução da biodiversidade.

Tipos de poluição

A poluição pode ser dividida em diversas categorias de acordo com o recurso afetado e com o tipo de lixo que gera. A seguir apresentaremos mais informações sobre os sete principais tipos.

1. Poluição do solo

Um dos tipos mais comuns de poluição é a do solo que impacta diretamente a biodiversidade do planeta e as espécies animais, além da espécie humana. Essa forma de poluição é resultante do contato do solo com produtos químicos, resíduos líquidos e resíduos sólidos como pesticidas, fertilizantes químicos e herbicidas.

Resíduos urbanos e domésticos, como detergentes, componentes eletrônicos e gasolina, também são exemplos de agentes de poluição. A poluição do solo pode ser resultado da ação de resíduos industriais ou domésticos que geram alterações nos solos degradados. A deterioração do solo, produzida pela poluição, inviabiliza o cultivo de espécies vegetais.

2. Poluição da água

Também conhecida como poluição hídrica, refere-se a interferências na qualidade dos cursos de água como lagos, rios, mares e oceanos. É resultado especialmente do descarte de produtos e dejetos em cursos de água.

Destacam-se dentre os principais elementos de contaminação das águas as atividades domésticas, industrial e agrícola, como lançamentos de produtos químicos variados, celulose, esgoto, óleo, plástico, entre outros.

A água é um recurso essencial para a vida humana e deixa de estar apta para uso quando sofre com a poluição. Além disso, também coloca em risco as espécies desse sistema aquático, assim como aquelas que fazem parte do ecossistema terrestre do entorno.

3. Poluição térmica

Embora não seja tão conhecida, a poluição térmica é um tipo bastante recorrente e que gera impactos ambientais bastante graves. Trata-se do  resultado do aquecimento das águas e do ar usados em usinas hidrelétricas, nucleares e termelétricas, que posteriormente são lançados nas águas e na atmosfera.

Outros agentes que favorecem esse tipo de poluição são o desmatamento, urbanização desenfreada e erosão do solo. Também pode ser resultante de fatores naturais, como erupções vulcânicas. A alteração de temperatura impacta consideravelmente o ecossistema, levando à morte de espécies habitantes do entorno que não estão habituados a temperatura.

Animais que vivem em ecossistemas gélidos, por exemplo, têm estrutura corporal para sobreviver nessas condições. Caso as águas sejam aquecidas, eles são diretamente impactados, levando a doenças, imigração e óbitos.

4. Poluição radioativa

Normalmente é gerada por usinas nucleares que usam materiais radioativos para a geração de energia com destaque para urânio, césio, iodo, estôncio, plutônio e cobalto.

A energia nuclear é considerada como uma fonte de energia alternativa não poluente. No entanto, um acidente em uma usina nuclear pode ser fatal para os seres que vivem no seu entorno. Um dos principais exemplos históricos é o acidente da usina de Chernobyl, que aconteceu na Bielorrússia, Ucrânia e URSS em 1986.

5. Poluição do ar

Gerada pelo lançamento de poluentes tóxicos na atmosfera como, por exemplo, fumaças negras, hidrocarbonetos, aerossóis, poeiras industriais e solventes. Os principais poluentes do ar são: dióxido de carbono, monóxido de carbono, dióxido de enxofre, chumbo e óxidos de azoto.

Além de potencializar problemas ambientais como o aquecimento global, efeito estufa e chuva ácida, gera riscos para a saúde do ser humano. As indústrias são as principais difusoras desse tipo de poluição, porém, os automóveis também contribuem através da emissão de gás carbônico. Em cidades grandes, com milhares de veículos, a qualidade do ar pode ser comprometida.

6. Poluição sonora

Resultante do excesso de barulho e pode ser nociva para os seres vivos, ainda que não afete diretamente o meio ambiente. A poluição sonora pode resultar no pagamento de multa e reclusão de 1 a 4 anos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), qualquer som que ultrapasse os 50 decibéis pode ser nocivo para a saúde.

O barulho excessivo pode contribuir para o surgimento de problemas de ordem psicológica, mental e física no ser humano como insônia, dor de cabeça, mau-humor constante, estresse, angústia e dificuldade de concentração. Os animais também podem ser afetados, ficando intimidados com o excesso de barulho.

7. Poluição visual

O excesso de resíduos e informação gera o que se chama de poluição visual. Pode ser resultado de anúncios, cores de placas, imagens, banners, veículos, táxis, pichações e excesso de fios de eletricidade. Relaciona-se ao estilo de vida moderno, sendo encontrada especialmente nas grandes cidades.

O excesso de informação desarmoniza o espaço e impacta na qualidade de vida das pessoas. Além do desconforto visual, pode contribuir para o desenvolvimento de problemas mentais e psicológicos. Também é capaz de aumentar o risco de acidentes de trânsito devido à distração que pode causar nos condutores.

Agora você conhece os sete principais tipos de poluição existentes. Para conferir mais conteúdos como este e dicas para o Enem e o vestibular, acesse outros posts do blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog