08/06/2022 Biologia

Em que lado do corpo fica o estômago e qual sua função?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Em que lado do corpo fica o estômago e qual sua função?

Importante órgão do sistema digestório, o estômago atua no processo de digestão e no armazenamento de alimentos. Como secreta enzimas e hormônios, é uma estrutura com funções exócrinas e endócrinas. Possui quatro partes principais, que são: cárdia, fundo, corpo e porção pilórica. Continue lendo para saber mais.

Estômago: em que lado do corpo ele fica?

O estômago é a porção mais dilatada do sistema digestório e está situado na região logo abaixo do diafragma, entre o esôfago e o duodeno. Dessa forma, está localizado no lado superior esquerdo do abdômen. Algo interessante a respeito desse órgão é a sua capacidade de se distender para armazenar o alimento que chega ali.

As camadas mucosa e submucosa, quando o estômago não está distendido, formam dobras. Essas dobras são achatadas quando o órgão passa a acomodar alimento. O estômago consegue armazenar em torno de dois litros de alimento e líquido.

Funções do estômago

Uma das funções do estômago é secretar o suco gástrico que tem relação com a digestão parcial de proteínas. Outra de suas funções é secretar o chamado fator intrínseco, que é uma glicoproteína. Essa glicoproteína combina-se com a vitamina B12, de maneira a torná-la disponível para o processo de absorção intestinal.

Também precisamos mencionar a renina, que atua sobre uma das proteínas do leite, facilitando a ação das enzimas proteolíticas. A mucosa gástrica produz a renina nos primeiros meses de vida. Além de todas essas funções, o estômago ainda é capaz de produzir hormônios.

Hormônios produzidos pelo estômago

Um dos hormônios produzidos pelo estômago é a gastrina. Sua produção é feita pelas células G como resposta à ingestão de alimentos. O hormônio atua de forma a estimular a secreção gástrica de ácido, assim como o crescimento da mucosa gástrica. O estômago também produz a grelina que se relaciona com a estimulação da fome.

Regiões do estômago

Como mencionamos no início deste artigo, o estômago pode ser dividido em quatro porções: cárdia, fundo, corpo e porção pilórica (conhecido também como antro). Saiba mais sobre essas regiões abaixo.

Cárdia

É a região de conexão entre o esôfago e o estômago.

Fundo

Trata-se da porção superior do estômago que fica deslocada para a esquerda.

Corpo

Consiste na porção central do estômago, a maior parte do órgão.

Porção pilórica (conhecida também como antro)

Essa é a parte terminal do estômago e se caracteriza por ser ligeiramente estreitada antes de entrar no duodeno.

Piloro

Na porção pilórica está situado o piloro, que equivale à transição entre o estômago e o duodeno. É uma região de comunicação em que ocorre a condensação de feixes musculares que permite a abertura e fechamento do óstio pilórico. O trânsito de alimentos é regulado pela abertura e fechamento do piloro.

Assim, somente uma porção pequena de quimo é liberada por vez. Geralmente, o conteúdo do estômago é esvaziado em um período entre 2 e 6 horas após a refeição ter ocorrido. Recebem o nome de curvatura maior e curvatura menor as margens do estômago. A curvatura menor está localizada à direita, enquanto a curvatura maior está à esquerda.

Conhecendo melhor o suco gástrico

O suco gástrico é uma secreção relevante produzida no estômago. Trata-se de um líquido formado especialmente por pepsina (uma enzima) e por ácido clorídrico. Os componentes dessa secreção são produzidos por dois tipos de células nas glândulas do estômago: células parietais e células-chefe.

Os componentes do ácido clorídrico são produzidos pelas células parietais. Já as células-chefe têm a função de produzir o pepsinogênio, que nada mais é do que uma forma inativa da enzima pepsina.

No lume do estômago é formado o ácido clorídrico e então ele encontra o pepsinogênio. O pepsinogênio é transformado em pepsina, que depois ajuda a ativar o pepsinogênio ainda não transformado.

A secreção gástrica é ácida e pode ser agressiva no estômago. Para que esse problema seja evitado, o estômago possui células que produzem muco que protege o órgão. A mucosa estomacal é regenerada constantemente, sendo substituída a cada três dias.

Como acontece o processo de digestão no estômago?

No estômago, o bolo alimentar proveniente do esôfago é convertido em uma massa viscosa chamada de quimo. O quimo segue em direção ao intestino delgado. A conversão acontece em decorrência de processos químicos que ocorrem a partir da ação de enzimas produzidas pelo estômago e de processos físicos, já que o estômago também tem atividade muscular.

O processo de digestão química que acontece no estômago se relaciona com a liberação de suco gástrico (composto principalmente de ácido clorídrico e pepsina). A pepsina age no rompimento de ligações peptídicas das proteínas, convertendo-as em polipeptídeos menores. Os polipeptídeos são quebrados em aminoácidos no intestino delgado.

Podemos comparar a atividade muscular do estômago com a ação de uma batedeira. A ação coordenada dos músculos permite que o estômago misture o bolo alimentar com o suco gástrico, o que resulta na formação do quimo. Como agita o bolo alimento, o estômago também tem um processo de digestão mecânica.

Gostou de saber mais sobre o estômago e sua função? Navegue pelo blog do Hexag Medicina para conferir mais conteúdos informativos como este!

Retornar ao Blog