11/05/2021 Biologia

Fecundação – Entenda o processo

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Fecundação – Entenda o processo

A união do gameta feminino (óvulo) e do gameta masculino (espermatozoide) gerando um óvulo fecundado (zigoto) é o que se chama de fecundação humana. Logo, a primeira etapa da vida corresponde a essa nova célula que possui o DNA com 23 cromossomos do pai e 23 da mãe.

A também chamada fertilização acontece geralmente na tuba uterina. Continue lendo para entender o processo.

Fecundação humana: entendendo o processo

O processo de fecundação humana é complexo e acontece rápida e sucessivamente, se caracteriza pela fertilização do óvulo pelo espermatozoide. Na fertilização natural (por meio de relação sexual), os espermatozoides são lançados para dentro do corpo da possível futura mãe através da ejaculação.

Uma vez dentro do corpo da mulher, os espermatozoides fazem uma verdadeira corrida até chegar à tuba uterina. Para se ter uma ideia, são mais de 350 milhões de espermatozoides correndo na direção do óvulo, mas somente um deles conseguirá realizar a fecundação.

Quais são as etapas da fecundação humana?

A seguir você poderá conhecer com mais detalhes as etapas do processo de fecundação humana.

Corona Radiada

O óvulo que é liberado pela ovulação emite sinais químicos com o objetivo de atrair os espermatozoides na sua direção. No entanto, os espermatozoides já encontram a primeira barreira nessa etapa, a Corona Radiata. Trata-se da camada externa do óvulo que é composta por duas ou três camadas de células foliculares.

Zona Pelúcida ou Envelope Vitelínico

A chamada zona pelúcida é uma membrana composta de uma camada grossa de glicoproteínas e células foliculares ovarianas que têm a função de proteger o óvulo. Os espermatozoides têm como seu segundo desafio penetrar nesta zona. Quando um deles penetra nessa região, torna-a impermeável, impedindo que outros possam entrar.

Fusão das Membranas

A terceira etapa da fecundação humana consiste na fusão das membranas plasmáticas do óvulo e do espermatozoide. As membranas se juntam no local em que os gametas se uniram, de maneira que a cabeça e a cauda do espermatozoide possam penetrar no óvulo.

Condensação dos Cromossomos Maternos

Essa etapa se caracteriza pela segunda divisão meiótica com a ocorrência da condensação dos cromossomos maternos.

Pronúcleos Feminino e Masculino

Os núcleos dos gametas na fecundação humana aumentam, evoluindo para pronúcleos feminino e masculino.

Zigoto

A junção dos pronúcleos feminino e masculino dá origem a uma estrutura única geneticamente que possui informações de DNA do pai e da mãe. A célula é chamada de zigoto, em seguida ela se desloca para o útero para que possa se fixar no endométrio.

Clivagem

O processo de clivagem (ou divisões celulares) tem início a partir da formação do zigoto. Resulta em muitas células chamadas de blastômeros. Essa é a etapa do processo de fecundação humana que marca o começo do desenvolvimento embrionário.

Mórula

Resultante da clivagem do zigoto, se caracteriza por ser uma massa de 10 a 30 células. A mórula acontece aproximadamente 4 dias após ter ocorrido a fecundação, é o momento em que o embrião está quase chegando ao útero.

Blastocisto

Blastocisto consiste em um embrião formado por aproximadamente 150 células, algo que costuma acontecer cinco dias após a fecundação. Por esse motivo, é também chamado de D5. Nessa etapa de desenvolvimento acontece a implantação do embrião no útero feminino.

Quanto tempo a fecundação humana demora?

A fecundação humana se caracteriza pela união do óvulo e do espermatozoide, dando origem ao zigoto. Contudo, esse “encontro” dos gametas apenas acontecerá se a mulher estiver no seu período fértil (ovulando). Ao ser liberado, o óvulo se encaminha para a tuba uterina, onde sobrevive por um período de até 24 horas (período em que poderá ser fecundado).

Também é necessário que o espermatozoide consiga chegar ao óvulo. O gameta masculina pode durar entre 3 e 7 dias dentro do corpo da mulher, contudo, ele é mais ativo nas primeiras 48 horas.

Com a velocidade média de três milímetros por segundo, os espermatozoides conseguem agitar 800 vezes as suas caudas, levando, dessa forma, entre 20 e 30 minutos para chegar às trompas após ter ocorrido a ejaculação. Logo, esse é o tempo estimado para que a fecundação aconteça.

Fecundação humana: tem sintomas?

Há mulheres que desconfiam que podem estar grávidas logo que a fecundação acontece, isso porque percebem alguns sinais. Um sintoma considerado comum da fecundação é o surgimento de um pequeno sangramento rosa claro e dores abdominais que indicam a fixação do embrião no útero.

O processo de implantação do embrião no endométrio (chamado de nidação) acontece em torno do décimo dia após a fertilização do óvulo ter acontecido. Há outros sinais que podem se manifestar, como cansaço, sonolência, seios inchados e doloridos, dor de cabeça leve, mas persistente.

Somam-se a esses sintomas os mais conhecidos, como atraso da menstruação e náuseas matinais. A comprovação da gravidez pode ser feita através do exame do hormônio HCG.

Fecundação humana por meio de reprodução assistida

A reprodução assistida é uma alternativa para quem enfrenta dificuldades para conseguir uma gestação através do método natural (relações sexuais). Conheça as principais técnicas utilizadas para a reprodução assistida.

Inseminação artificial (IA)

O procedimento, também chamado de inseminação intrauterina, é especialmente indicado para os casos em que há dificuldade para a chegada dos espermatozoides ao óvulo na tuba uterina. O procedimento consiste na preparação do sêmen, que é inserido diretamente no interior do útero, tornando mais fácil a fertilização.

Fertilização in Vitro (FIV)

Desenvolvida inicialmente como uma técnica para casos de fator tubário, a fertilização in vitro é considerada como um grande avanço da medicina. É recomendada também para os casos de infertilidade, masculina ou feminina, além de casos de endometriose e esterilidade sem uma causa aparente ou para mulheres em idade avançada.

A fertilização acontece fora do corpo da mãe, os gametas são unidos em laboratório. O embrião formado é transferido diretamente para o útero para que aconteça a gestação.

Agora você conhece o processo de fecundação humana! Para conferir mais conteúdos de biologia, além de dicas para ter um bom desempenho no vestibular e no Enem, fique ligado no blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog