04/07/2022 Biologia

O que é e qual a função da clorofila?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
O que é e qual a função da clorofila?

A clorofila tem papel fundamental na sobrevivência de plantas, algas e algumas bactérias. No artigo a seguir iremos explicar o que é e para que serve esse pigmento. Trata-se de um tema relevante para quem está se preparando para o Enem e vestibulares. Boa leitura!

O que é clorofila?

A palavra clorofila vem do grego chloros (verde) e phyllon (folha). Consiste em um pigmento encontrado em plantas, algas e em algumas bactérias. Sua característica mais marcante é ter coloração verde.

Inclusive essa cor é resultado da absorção, feita pela clorofila, de comprimentos de luz violeta, vermelho e azul, o que faz com que a luz verde seja refletida. Por isso, as plantas que têm clorofila apresentam cor esverdeada.

Clorofila é uma palavra que se refere a um grupo de pigmentos fotossintéticos que são produzidos nos cloroplastos, estrutura que realiza a fotossíntese, e em outros tecidos vegetais. Trata-se de pigmentos fotorreceptores, isto é, que absorvem a luz. A luz absorvida é usada em reações fotoquímicas realizadas pelas plantas para transformar a energia solar em energia.

Qual a função da clorofila?

O pigmento conhecido como clorofila tem a função de captar a luz, garantindo, assim, que os organismos fotossintetizantes produzam seu alimento através do processo de fotossíntese. Dessa forma, a clorofila é fundamental para a manutenção do oxigênio disponível na Terra.

A clorofila é crucial para a sobrevivência em nosso planeta, pois é ela que ajuda as plantas a crescerem. Esse pigmento possibilita que haja a manutenção da vida na Terra, funciona como a base da cadeia alimentar. Além disso, a clorofila é um pigmento com relevância comercial, sendo usado como antioxidante e corante em alimentos.

A clorofila tem, ainda, grande relevância para a manutenção da boa saúde das pessoas, podendo ser consumida através da alimentação. Abaixo explicaremos melhor como esse pigmento contribui para uma saúde fortalecida.

A clorofila e a saúde

A clorofila possui propriedades antiinflamatórias, antioxidantes e função eritropoiética, algo que favorece o aumento das hemácias no sangue e contribui para combater anemias.

Esse pigmento é um composto funcional, uma vez que ajuda a neutralizar o excesso de radicais livres no organismo e ainda previne inflamações. Ajuda a prevenir uma série de problemas de saúde, como diabetes, câncer, pressão alta e infarto.

Está presente em diversos alimentos e pode ser encontrada ainda na forma de suplementos (como bebidas ou comprimidos) vendidos em lojas de produtos naturais. Porém, para algumas pessoas há contraindicação de clorofila. Não devem utilizar suplementos de clorofila mulheres grávidas, lactantes e crianças. O seu consumo deve ser feito com o acompanhamento de um médico ou nutricionista.

Conheça a estrutura da clorofila

A molécula da clorofila pertence à classe das porfirinas. Possui quatro anéis pirrólicos e um anel isocíclico ligados entre si por pontes metilênicas. Há um átomo de magnésio no interior da molécula, que é coordenado aos anéis. O íon de magnésio está em seu centro e há um grupo hidrocarbônico lateral, o fitol.

Como o magnésio é um íon metálico, a clorofila é chamada de metalobiomolécula, tal qual a hemoglobina. Inclusive, a estrutura molecular da clorofila é bem parecida com a da hemoglobina. A diferença está na presença de ferro no núcleo da hemoglobina, a clorofila, que como já citamos possui magnésio. Exatamente por isso que a clorofila é chamada de “sangue verde”.

Conheça os tipos de clorofila

Recebe o nome de clorofila, um grupo de pigmentos existente em variadas espécies de organismos. Há três tipos básicos de clorofila, sendo: clorofila a, clorofila b e clorofila c. Podemos citar, ainda, a bacterioclorofila e clorofila clorobium.

A seguir você poderá conhecer melhor alguns desses tipos de clorofila que têm papéis relevantes para a manutenção da vida.

Clorofila a

A clorofila a pode ser encontrada em cianobactérias e em todos os seres eucariontes que podem realizar fotossíntese. Essa clorofila é constituída por um íon de magnésio ligado a um anel de porfina que possui nitrogênio em que está presa uma cadeia hidrocarbônica. A clorofila representa 75% dos pigmentos presentes nos vegetais.

Clorofila b

Tipo de clorofila presente em plantas, algas verdes e algas que fazem parte do grupo das euglenófitas. A clorofila b, diferente da clorofila a, atua na fotossíntese como um pigmento acessório, permitindo que haja ampliação da faixa de luz que pode ser utilizada no processo.

Clorofila c

Clorofila encontrada em algas diatomáceas e pardas. Funciona como substituta da clorofila b.

Bacterioclorofila

Esse pigmento é encontrado nas bactérias púrpuras.

Clorofila clorobium

É o pigmento encontrado nas bactérias verdes sulfurosas.

Curiosidade sobre a clorofila

Os cientistas franceses Pelletier e Caventou propuseram o termo clorofila em 1818 para nomear a substância esverdeada que saía das folhas depois de um tratamento com álcool. Basicamente, eles observaram que um pigmento verde era liberado pelas folhas quando estas eram submetidas ao álcool.

Gostou de conhecer mais sobre a clorofila? Para conferir mais conteúdos como este e dicas para o Enem e o vestibular, acesse outros posts do blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog