Início / Blog / Biologia / O que é e qual é a função do material genético?

O que é e qual é a função do material genético?

Responsive Image

Você sabe o que é o material genético e qual é a sua função? Estudar sobre o assunto é muito importante na sua preparação para o Enem e o vestibular, principalmente porque questões genética são frequentes no caderno de Ciências da Natureza e suas Tecnologias no Enem
 
Neste artigo, vamos falar sobre o material genético mais famoso das aulas de Biologia, aquele que é encontrado nos seres humanos: o DNA e, também o RNA. Continue sua leitura e confira!
 

O que é material genético

Quando falamos em material genético estamos nos referindo aos ácidos nucleicos que codificam os genes. Ele contém todas as informações genéticas que determinam as características de uma vida orgânica. Cada célula possui uma quantidade média considerável de material genético ao longo da sua vida.
 
Nos seres vivos e nos retrovírus, o material genético é constituído quase exclusivamente de ácido desoxirribonucleico, o famoso DNA de cadeia dupla. No caso de alguns vírus DNA, o material pode ser DNA de cadeia única, enquanto os vírus RNA têm o ácido ribonucleico RNA como material genético.
 

Qual é a função do material genético – DNA

O DNA, ou ácido desoxirribonucleico, é um composto orgânico que contém as informações genéticas que coordenam o desenvolvimento e funcionamento do organismo de todos os seres vivos e de alguns vírus. Isso significa que ele determina nossas características físicas e fisiológicas, além disso, é responsável por transmitir as nossas características hereditárias, como cor dos olhos, cor do cabelo, fisionomia, etc. 
 
Ele é formado por uma estrutura bem simples, com vários e vários nucleotídeos. Cada nucleotídeo é formado por um açúcar de cinco carbonos (a desoxirribose), um radical do ácido fosfórico (o fosfato) e um composto cíclico de nitrogênio (a base nitrogenada). As bases nitrogenadas têm cinco tipos: adenina (A), guanina (G), citosina (C), timina (T) e uracila (U). Estas moléculas são responsáveis pela formação dos genes.
 
A química britânica Rosalind Franklin foi quem descobriu a estrutura molecular do DNA por meio de experimentos focados na difração de raios-X na década de 1950. Após sua morte, os cientistas  James Watson, Francis Crick e Maurice Wilkins deram continuidade à pesquisa e receberam o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 1962 por apresentarem a descoberta da dupla-hélice do DNA.
 

Duplicação do DNA

Com frequência, nossas células precisam se multiplicar para ajudar no funcionamento do organismo. Quando isso acontece, o DNA precisa ser duplicado. Esse processo acontece com o auxílio de várias enzimas que têm a função de quebrar as pontes de hidrogênio, separando os dois filamentos da dupla hélice. Em cada filamento exposto, novos nucleotídeos serão encaixados e, dessa maneira, temos duas moléculas de DNA a partir de uma.
 

RNA

O RNA, ou ácido ribonucleico, também é formado por uma cadeia de nucleotídeos. No entanto, ao invés de ter uma dupla hélice bicatenária, a maioria dos RNAs possui uma hélice simples. Essa é uma das características que faz com que o DNA seja muito maior que o DNA. 
 
Ele também é composto por uma única cadeia de nucleotídeos, mas as suas bases nitrogenadas são a adenina (A), a guanina (G), a citosina (C) e a uracila (U), esta última substituindo a timina (T) presente na molécula de DNA.
 
A principal função do RNA é fazer com que a informação presente no DNA seja copiada e transportada até as estruturas que são responsáveis pela elaboração de proteínas. Esse processo acaba se ramificando, dando lugar a três tipos diferentes de RNA: o RNA Ribossômico (RNAr), o RNA Mensageiro (RNAm) e o RNA Transportador (RNAt). Saiba mais sobre cada um deles abaixo.
 

RNA Ribossômico

Este RNA participa da construção dos ribossomos (organelas citoplasmáticas não-membranosas responsáveis pela produção de proteínas). Ele tem o maior peso comparado com os demais.
 

RNA Mensageiro

A molécula de DNA possui todas as informações para a formação das proteínas, mas, como ela é enorme, não tem como tirá-la do núcleo e levá-la até o citoplasma, onde as proteínas são produzidas. Por isso, o RNAm tem a função de transcrever essas informações e levá-las do núcleo até o citoplasma.
 

RNA Transportador

Seu próprio nome já sugere sua função, que é a de transportar moléculas de aminoácidos que participarão da síntese protéica até os ribossomos, organelas que farão o trabalho de uni-los, formando as proteínas. Em comparação com os outros dois, ele é o que tem menos peso.
 
Além de ser um assunto muito interessante por se tratar do nosso organismo, entender a função do material genético é fundamental para você se dar bem nas provas, já que genética é um assunto frequente em questões de Biologia. Agora, você está mais preparado e já sabe mais sobre o tema. Se quiser mais dicas e informações sobre Enem e vestibular, acesse o Blog do Hexag Medicina e confira nossos artigos. 

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

user

Comentários

Responsive Image

Bitnami