09/06/2021 Biologia

O que são manguezais e onde são encontrados?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
O que são manguezais e onde são encontrados?

Você sabe o que são manguezais? É bastante importante entender o conceito por trás desses ecossistemas ricos em biodiversidade, que são típicos das regiões tropicais e subtropicais. Os manguezais são considerados como zonas de transição entre o ambiente marinho e o terrestre. Siga a leitura para saber mais!

O que são manguezais?

Manguezais são ecossistemas tipicamente encontrados em regiões tropicais e subtropicais. Consistem, basicamente, em regiões de transição entre o ambiente marinho e o terrestre. Em um manguezal são encontradas árvores e outras espécies de caráter arbustivo com a capacidade de resistir ao fluxo marítimo e, também, ao sal encontrado na água do mar.

Nos manguezais há a base para que se desenvolva uma grande diversidade biológica. É um ambiente bastante rico e produtivo, o berço de diversas espécies, grande parte delas em vias de extinção. Contudo, mesmo com essas características, os manguezais representam menos de 1% das florestas tropicais do mundo todo.

A importância de preservar os manguezais

É imprescindível a preservação dos manguezais, haja vista que eles contribuem de forma significativa para o bem-estar das comunidades costeiras. Constituem uma importante fonte de renda e alimentos para milhares de pessoas.

São ecossistemas que têm grande relevância para a fauna aquática, sendo um ambiente que é lar de uma gigantesca biodiversidade. Muitas espécies procuram esse ecossistema para se reproduzir.

Manguezais contribuem para preservar a qualidade da água, diminuindo, assim, a poluição através do trabalho de filtragem de materiais em suspensão, também ajudando a assimilar os nutrientes dissolvidos. Possui, também, grande relevância econômica, nesse ecossistema são realizadas diversas atividades voltadas para a aquicultura.

Árvores do mangue

Há cerca de 70 espécies de árvores de mangue identificadas no mundo todo. Essas árvores são halófitas, ou seja, seu desenvolvimento se dá em condições salgadas. O solo dos manguezais se caracteriza por ser lamacento, sendo rico em matéria orgânica. Essas características são essenciais para que esse tipo de vegetação, que tem grande importância para os ambientes marinho e litorâneo, se adapte e se desenvolva.

Manguezais: entendendo o funcionamento do ecossistema

As árvores dos manguezais funcionam como a base de uma cadeia alimentar complexa, assim como do ciclo alimentar detrítico. Conforme as folhas das árvores caem nas águas das marés, são colonizadas em questão de horas por bactérias e fungos marinhos. Essa colonização resulta na conversão de compostos de carbono de difícil digestão em material de detrito, que é rico em nitrogênio.

Os pedaços que resultam, cobertos com micro-organismos, se convertem em alimento para os animais menores, como camarões, minhocas, cracas, mexilhões, moluscos e ostras. Os comedores dos detritos, por sua vez, aparecem na cadeia alimentar como alimento para outros animais, como pássaros, caranguejos, peixes e outras espécies, incluindo até o ser humano.

Manguezais: ecossistemas ameaçados

Os manguezais têm aparecido fortemente nas pautas ecológicas, pois esses ambientes estão extremamente ameaçados. Dentre os principais fatores de ameaça estão o desenvolvimento e crescimento populacional, que impactam negativamente o habitat dos manguezais.

Esse tipo de ecossistema contribui para reduzir os efeitos ambientais adversos gerados pela atividade humana e pela poluição. Outros fatores que colocam a existência dos manguezais em risco são a construção de fazendas de camarão, corte ilegal de madeira, lançamento de esgoto, desmatamento, derramamento de petróleo e construção de casas na área.

Os manguezais no Brasil

Os manguezais estão distribuídos no Brasil de norte a sul, do estado do Amapá ao estado de Santa Catarina. Para se ter uma ideia, o litoral norte conta com uma área de cerca de 8 mil km2 de manguezais. O litoral dos estados do Pará e Maranhão conta com uma faixa contínua de cerca de 700 mil hectares, o que representa em torno de 85% de todos os manguezais do país.

O Brasil possui uma das maiores áreas de manguezal do mundo, a maior extensão contínua de manguezais é a brasileira. Em nosso país, há quatro tipos de mangue: mangue preto, mangue branco, mangue vermelho e mangue de botão.

A preservação desse rico ecossistema depende de algumas medidas como o reflorestamento, exploração saudável e manutenção dos manguezais. Em alguns estados brasileiros, como no Rio de Janeiro, por exemplo, há programas de reflorestamento dos mangues e da Mata Atlântica. No entanto, como o Código Florestal não segue a mesma linha, pode tornar difícil a preservação dessas áreas.

Existe, ainda, a tensão em relação à possibilidade de o governo extinguir resoluções que restringem o desmatamento e a ocupação dos manguezais. Há poucos instrumentos legais de proteção para esses ecossistemas no Brasil.

Manguezais e seu papel contra o aquecimento global

Manguezais representam uma proteção natural contra tempestades tropicais, além de evitar que a água do oceano inunde áreas agrícolas, prejudicando-as com a elevada salinidade.

Também contribui para evitar que o CO2 entre na atmosfera. Inclusive, já há pesquisas que demonstram que 10% das emissões de carbono causadas por desmatamento resultam da destruição de manguezais.

A proteção dos manguezais se reflete na redução dos efeitos das mudanças climáticas. Essa é uma vegetação resistente para o armazenamento de mais carbono na atmosfera. Infelizmente, esse importante aliado para o combate do aquecimento global vem sofrendo duros golpes e está sob a constante ameaça pelo aumento do nível do mar e dos danos causados pelo ser humano.

Manguezais são essenciais para o planeta! Para conferir mais conteúdos sobre biologia, navegue pelo blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog