25/10/2021 Dicas para o vestibulando

Qual carreira seguir? Tudo que você precisa saber

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Qual carreira seguir? Tudo que você precisa saber

Escolher qual carreira seguir demanda observar algumas questões relevantes para o futuro. Você tem afinidade com a área pretendida? Onde vai estudar? Como está o mercado dessa área? Quais as perspectivas para o futuro? Como você visualiza o seu futuro?

Para quem está passando por esse momento e tem dúvidas, aconselhamos que continue a leitura para ficar por dentro de tudo o que precisa saber. 

Qual carreira seguir? Confira abaixo tudo o que você precisa saber

Escolher um curso de graduação e se dedicar aos estudos para passar no vestibular são os primeiros passos rumo ao seu futuro. Trata-se de uma escolha muito importante e que vai impactar consideravelmente a sua vida no mercado de trabalho. Por isso, é essencial saber quais pontos considerar na hora de escolher uma carreira. Confira, a seguir, a lista que elaboramos com os principais tópicos.

1. Conheça as perspectivas do mercado

As mudanças no mercado de trabalho estão cada vez mais aceleradas devido ao ritmo atual do desenvolvimento tecnológico. Os estudantes que estão se preparando para prestar vestibular devem se atentar para esse ponto.

Leia a respeito das perspectivas para o mercado da área em que você pretende se formar. Assim, é possível ter uma ideia de que atividades você deseja desempenhar e quais são as qualificações extraclasse que deverá buscar.

Fica a dica de que a formação superior é cada vez mais relevante para assumir cargos de liderança. Em quase todos os setores assumem essa posição indivíduos que possuem formação superior. Independentemente da área pretendida, é importante fazer o curso superior somando com outros cursos de qualificação.

2. Planeje a sua carreira

O planejamento de carreira deve ter início antes de ingressar no ensino superior. A partir do conhecimento das perspectivas da área de atuação, é possível direcionar a sua qualificação para atingir seus objetivos profissionais.

Esse direcionamento inclui a escolha da instituição de ensino em que a graduação será feita, o curso e até as opções de empresas para buscar oportunidades de estágio e de emprego depois de formado.

3. Pondere a escolha do curso

A escolha do curso, em especial, deve ser feita considerando as possibilidades para o futuro, mas, acima de tudo, as suas afinidades. Não baseie a sua escolha nas opções de amigos ou de familiares.

Você deve optar por uma área em que as suas qualidades sejam bem aproveitadas e na qual se sentirá verdadeiramente realizado. Para quem está em dúvida sobre qual curso escolher, listamos alguns passos para ajudar nessa importante decisão:

Pesquise cursos de sua área de interesse

Tendo feito uma lista com possíveis carreiras para seguir, é indicado fazer uma pesquisa sobre cada alternativa. Busque informações básicas, que vão desde o tempo de graduação até pontos específicos, como as disciplinas que compõem o currículo do curso. Essa pesquisa vai te ajudar a entender quais são as opções mais alinhadas com a sua personalidade.

Liste o que você NÃO gosta de fazer

Ainda segue com dúvidas sobre qual carreira seguir? Então essa dica é ideal para você. Mais do que considerar aquilo de que gosta, coloque no papel aquilo que NÃO gosta de fazer. É possível que identifique nas opções de profissões algumas atividades que não gosta, reduzindo, assim, a lista de alternativas.

4. Pondere a escolha da universidade

Independentemente da área de atuação que você escolher para o seu futuro, é importante fazer a sua graduação em uma universidade conceituada. A instituição de ensino tem grande peso no currículo dos futuros candidatos a vagas de emprego, especialmente nas áreas mais concorridas, como Medicina. 

No momento de escolher em qual universidade deseja estudar, é necessário observar alguns tópicos, como a estrutura do campus, por exemplo. A infraestrutura deve ser moderna e adequada à preparação do futuro profissional. Outro ponto relevante de observar é o corpo docente da instituição. Os professores, além de terem títulos de mestres ou doutores, devem ter experiência no mercado de trabalho. 

A grade curricular do curso deve ser analisada também, o curso precisa estar atualizado com as novidades do mercado. Informe-se sobre o ritmo de reformulações da grade para ter certeza de que elas acontecem no ritmo em que deveriam.

É essencial, ainda, que o curso seja reconhecido pelo Ministério da Educação (MEC). Esse reconhecimento significa que o curso foi avaliado no tocante à estrutura, qualidade de ensino, formação dos professores e outros aspectos.

Além do reconhecimento, é interessante que o curso tenha uma boa nota no MEC. A escala de notas vai de 1 a 5, esse apontamento serve para indicar a qualidade do curso.

5. Busque por experiência

Depois de se preparar e passar no vestibular pretendido, é essencial que o estudante se dedique a conseguir experiência na área. Essa experiência pode ser obtida através de estágios realizados durante o curso de graduação. É importante acumular essas experiências para chegar ao mercado de trabalho com diferenciais.

Gostou de saber mais sobre qual carreira seguir? Navegue pelo blog do Hexag Medicina para conferir mais conteúdos informativos sobre o Enem e o vestibular!

Retornar ao Blog