21/01/2021 ENEM

Especial ENEM 2020 – Uma breve análise sobre o tema da redação de 2020 – “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Especial ENEM 2020 – Uma breve análise sobre o tema da redação de 2020 – “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”

Todos os anos, existe uma grande expectativa em torno do tema da redação do Enem. Na edição de 2020 o tema foi “O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”. Trata-se de um assunto que era uma grande aposta para professores e alunos, afinal de contas, saúde mental é uma pauta que está em alta na atualidade e tem sido cada vez mais discutida.

Continue a leitura para conferir comentários e uma breve análise sobre o tema da redação do Enem 2020.

Redação do Enem 2020 – Um tema sempre atual

Como regra do Enem, os candidatos devem escrever a redação seguindo o modelo dissertativo-argumentativo, apresentando sua opinião sobre o tema e finalizando com uma proposta de intervenção. No caso da edição de 2020, era necessário falar sobre o preconceito que pessoas com doenças mentais sofrem na sociedade brasileira.

Saúde mental é um assunto que sempre será atual e do interesse de todos. Nos últimos meses, esteve em pauta por diversos motivos, como a ansiedade gerada pela pandemia, o filme “Coringa”, que foi um grande sucesso de bilheteria e tratava disso, as discussões acerca do uso de expressões capacitistas, como “retardado”, e assim por diante.

Risco de tangenciamento por causa da palavra estigma

Um ponto de grande atenção diz respeito à palavra “estigma”, que está ligada à preconceito, marginalização e valoração social negativa. Os candidatos que não consideraram a expressão para formular o texto podem perder pontos por conta do que o Inep considera como tangenciamento ou fuga ao tema.

Abordar apenas as doenças mentais não era suficiente, era preciso falar sobre o preconceito que esses transtornos carregam, é por isso que a palavra estigma estava ali. Dessa maneira, pessoas que não sabiam o significado de estigma ou que não se atentaram à importância da palavra no tema, podem não ter dado a ênfase necessária ao longo do texto.

O tema permitia uma grande variedade de abordagens, a começar pelo fato de que envolve tanto o estigma dado por terceiros quanto pela própria pessoa doente, que pode demorar a buscar ajuda por conta disso. Esse tipo de visão se dá exatamente pelo preconceito, ou seja, pela opinião formada sem conhecimento. Durante muito tempo, indivíduos com doenças mentais eram vistos de forma marginalizada, considerados até como loucos.

Por mais que isso esteja mudando, ainda acontece de ouvirmos comentários pejorativos sobre transtornos mentais. Bullying, discriminação, piadas capacitistas, dizer que é “frescura”, tudo isso faz parte do estigma que está associado às doenças mentais na sociedade brasileira e, portanto, poderia ser abordado na redação do Enem 2020.

Análise do tema da redação do Enem 2020

Vamos à uma breve análise acerca do tema da redação do Enem 2020. Fica a dica de que analisar temas de edições anteriores do exame é uma maneira de se preparar para a próxima que virá. Afinal de contas, mesmo que o assunto pedido seja outro, o conhecimento sobre a estrutura continuará sendo útil. Vamos lá?

Tese

Partindo do tema, que era “O Estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira”, podemos entender que a tese é de que existe um estigma relacionado a esse assunto. Então, sabemos que esse preconceito existe, isso é um fato, e é nisso que a redação deve se basear.

Possíveis argumentos

A palavra preconceito, que está relacionada a estigma, é formada por pré + conceito, ou seja, uma opinião formada sem conhecimento. Sendo assim, o candidato poderia argumentar que as pessoas com doenças mentais são estigmatizadas na sociedade brasileira exatamente pela falta de informação.

Afinal, por mais que seja um assunto que está cada vez mais entrando em pauta, ainda há muito o que se trabalhar sobre ele, especialmente entre as classes mais baixas. Hoje, é um tanto quanto difícil, por exemplo, encontrar variedade de tratamentos para doenças mentais em instituições públicas de saúde.

Repertório sociocultural

Mais um aspecto que é considerado pelos avaliadores das redações do Enem é o repertório sociocultural. É essa bagagem que permite que os candidatos aprofundem o assunto e mostrem isso através de diversas perspectivas. Duas possíveis maneiras de demonstrar repertório em relação a esse tema são:

Série “13 Reasons Why” – Série da Netflix que foi um grande sucesso e que narra a história de uma jovem que, antes de tirar a própria vida, deixa uma série de fitas cassetes com gravações contando os motivos que a levaram a fazer isso.

Filme “Coringa” – Produção que mostrou uma outra face do famoso personagem Coringa, incluindo sua doença psiquiátrica.

Propostas de intervenção

As redações do Enem exigem que o candidato faça uma proposta de intervenção, ou seja, sugestões de como resolver o problema abordado. Em se tratando do estigma ligado às doenças mentais, essas propostas poderiam incluir: campanhas do Ministério da Saúde para informar a população, melhorias no tratamento através do SUS – Sistema Único de Saúde, além da abordagem do tema nas escolas e empresas.

O tema da redação do Enem 2020 foi considerado por muitos especialistas como um dos mais ricos dos últimos anos.

Se deseja conferir mais dicas para se sair bem no Enem, navegue pelos posts do blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog