13/07/2021 Física

Leis de Ohm: conceito, fórmulas e dicas

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Leis de Ohm: conceito, fórmulas e dicas

Conhecer o conceito e fórmulas das Leis de Ohm é essencial para estar preparado para provas de vestibular e Enem. Esse é um dos temas mais recorrentes dentre as questões de Física e você poderá conferir boas dicas a seguir.

Explicaremos com mais detalhes quais são as características da Primeira e Segunda Lei de Ohm, assim como suas respectivas fórmulas.

Leis de Ohm: o que são?

O físico alemão Georg Simon Ohm (1787-1854) foi o responsável por postular as chamadas Leis de Ohm, em 1827. Elas nos ajudam a encontrar o valor da resistência elétrica dos condutores. Ohm também demonstrou que a corrente elétrica é proporcional à diferença de potencial. Essa relação foi o que permitiu a ele elaborar a Primeira Lei de Ohm.

A postulação da Segunda Lei de Ohm se deu através de experiências com diferentes comprimentos e espessuras de fios elétricos. Suas leis permitem realizar diferentes cálculos de grandezas físicas, como a resistência elétrica, corrente, tensão, entre outros elementos que fazem parte de um circuito. No entanto, é essencial mencionar que as normas somente se aplicam a resistências ôhmicas, ou seja, a corpos pelos quais as resistências apresentem módulo constante.

O que é resistência elétrica?

Para compreender o conceito da Primeira e Segunda Lei de Ohm é necessário estar familiarizado com outros conceitos, sendo um dos mais importantes, a resistência elétrica. Sua medição é feita pela grandeza Ω (Ohm) e refere-se à capacidade que um condutor possui quando se opõe a determinada passagem de corrente elétrica.

Sendo assim, materiais isolantes apresentam elevada resistência, uma vez que tornam difícil a passagem da corrente. Logo, quanto maior for a resistência elétrica de um material, mais difícil se tornará a passagem da corrente elétrica.

O que são resistores?

Resistores são dispositivos eletrônicos cuja função principal é a de realizar a transformação de energia elétrica em térmica, ou seja, calor. Esse procedimento se dá através do efeito joule. Resistores lineares são aqueles que seguem a Primeira Lei de Ohm (R = U/i). Vale o adendo de que equipamentos não ôhmicos não seguem a Lei de Ohm.

Conceito da Primeira Lei de Ohm

De acordo com a Primeira Lei de Ohm, a diferença de potencial é proporcional a uma corrente elétrica estabelecida nele. Seguindo essa norma, a razão entre potencial elétrico e a corrente elétrica é constante nos resistores ôhmicos. Partindo dessas observações chegamos à seguinte fórmula:

U = R. i

Nessa fórmula:

  • U – é o potencial elétrico medido em volts;
  • R – é a resistência elétrica;
  • i – refere-se à intensidade medida em amperes.

Dica de macete

Para que você consiga se lembrar dessa fórmula com mais facilidade, sugerimos o macete “Você ri”, em que:

  • O “v” de você refere-se ao potencial elétrico em volts;
  • Já o “r” de ri diz respeito à resistência elétrica;
  • Por sua vez, o “i” refere-se à intensidade da corrente elétrica.

Conceito da Segunda Lei de Ohm

A Segunda Lei de Ohm está ligada à resistência elétrica R que se refere a uma propriedade do corpo que é percorrido por uma determinada corrente elétrica. Ressaltamos que essa propriedade pode ser dependente de diversos aspectos geométricos que incluem o comprimento e área transversal do corpo em questão.

Também pode depender de uma grandeza chamada resistividade. Trata-se de uma grandeza relacionada apenas ao material de que um corpo é formado. Nessa lei há o destaque da resistência elétrica em conjunto com as grandezas anteriormente mencionadas. Essa ideia pode ser resumida através da seguinte fórmula:

R = p.L/A

Nessa fórmula:

  • R – é a resistência elétrica em Ω
  • p – refere-se à resistividade (Ω/m)
  • L – é o comprimento em metros
  • A – é o comprimento em metros quadrados

Atenção!

Todas as medidas devem estar nas unidades padrão que foram mencionadas. É importante ficar atento a esse ponto, pois há muitos casos em que um pequeno equívoco na transformação de centímetros para metros quadrados pode levar a um erro em uma questão. Tenha muita atenção aos enunciados e na hora de fazer a conversão.

Como já mencionamos, Leis de Ohm é um tema bastante cobrado nas provas de Física de vestibulares e Enem, merecendo uma atenção redobrada dos estudantes. Sua relevância está no fato de abordar cálculos importantes da área de energia elétrica. Pare e observe como a energia elétrica faz parte do seu dia a dia, seja no seu banho, ao ligar a televisão ou mesmo ao carregar a bateria do seu celular.

Sendo assim, entender o conceito das Leis de Ohm é relevante para a vida, uma vez que disso depende compreender parte do que te cerca no cotidiano. A energia elétrica é crucial para nossa vida e, por isso, devemos estar familiarizados com ela.

Agora você já conhece as Leis de Ohm, suas fórmulas e dicas! Para conferir mais conteúdos de física e dicas para o Enem e o vestibular, navegue pelo blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog