09/12/2020 Geografia

Como é a Coréia do Norte?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Como é a Coréia do Norte?

O questionamento de como é a Coréia do Norte se tornou recorrente pelo fato de que, em plena era da informação e da internet, a nação, localizada no extremo oriente asiático, ainda se mantém fechada e com uma aura de mistério.
 
Tendo recebido interferências e influências da União Soviética após o término da Segunda Guerra Mundial, a Coréia do Norte mantém o regime socialista e certa animosidade em relação a outros países capitalistas.

Entenda como é a Coréia do Norte

O país faz fronteira ao norte com a China e a Rússia, a leste com o Mar do Japão, ao sul com a Coreia do Sul e a oeste com a Baía da Coreia. Da mesma forma que Cuba, o país asiático manteve o regime socialista mesmo após a queda da União Soviética, em 1991. A manutenção desse regime faz com que enfrente algumas dificuldades no tocante ao relacionamento econômico com outros países, sofrendo uma série de restrições.
 
O socialismo foi implantado na Coréia do Norte em decorrência de interferências externas após o término da Segunda Guerra Mundial. Embora se descreva como um Estado Juche (autossuficiente), o país é visto como uma monarquia absolutista por alguns analistas ou uma espécie de ditadura hereditária. Observa-se um demasiado culto à personalidade de Kim Il-sung, fundador da Coreia do Norte e seu único presidente.
 
Na sequência, quem assumiu o poder foi o filho do fundador do país, Kim Jong-il e, com seu falecimento, ascendeu ao poder o neto de Kim Il-sung, Kim Jong-um, que possui o título de Líder Supremo da nação norte-coreana.
 
O sistema de governo do país aposta em uma forte departamentalização dos ministérios e intensa propaganda ideológica. Diversos aspectos culturais da Coreia do Norte, como música, esculturas e arte de forma geral, têm como objetivo a glorificação do líder supremo.
 
Os norte-coreanos não têm acesso à internet e viagens de estrangeiros para o país demandam autorização especial, bem como acompanhamento constante de um guia e verificações feitas por militares em todos os pontos visitados.
 
Não é à toa que a Coreia do Norte ostenta o título de país mais fechado do mundo. Para parte dos analistas políticos, o regime adotado no país não segue o perfil socialista, sendo apenas uma forma de mascarar e defender o governo ditatorial implantado.

Relações exteriores da Coreia do Norte

A Coreia do Norte possui relações bem próximas com a China e a Rússia, mesmo com a redução devastadora de auxílio econômico russo, após a queda da União Soviética em 1991.
 
Há também importantes laços estabelecidos entre a nação norte-coreana e os antigos aliados socialistas do sudoeste da Ásia, como Laos, Camboja e Vietnã. Existe grande tensão entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul. O país asiático também tem recorrentes desavenças com os Estados Unidos.

Conhecendo melhor a história da Coréia do Norte

Inicialmente, as duas Coreias, do Sul e do Norte, formavam um único país sob o domínio dos chineses, que perderam o domínio do território para os japoneses em 1910. Quando o Japão foi derrotado na Segunda Guerra Mundial junto à Alemanha e Itália, teve suas tropas expulsas do território coreano.
 
A Coreia foi, então, dividida em dois novos países: República Popular Democrática da Coreia (Coreia do Norte), sob o controle dos soviéticos, e a República da Coreia (Coreia do Sul), sob influência dos Estados Unidos.
 
Os dois países, que até então eram uma única nação, passaram a ter diversos conflitos em decorrência das divergências políticas ideológicas e, também, pelas reivindicações de territórios de ambos os lados.

Guerra da Coreia

No dia 25 de junho de 1950, teve início a Guerra da Coreia, o episódio que serviu como estopim para o conflito armado foi a invasão ao território vizinho por tropas militares norte-coreanas.
 
O pretexto era de que a Coreia do Sul teria violado o paralelo 38° (linha que divide a Coreia em duas e adotada como fronteira entre as nações), mas a intenção era forçar uma unificação, com a implantação do regime socialista no território sul. Os Estados Unidos enviaram tropas militares para auxiliar a Coreia do Sul, enquanto os chineses deram apoio bélico para a Coreia do Norte.
 
O encerramento do conflito se deu no dia 27 de julho de 1953, por meio da assinatura do Armistício de Panmunjom em que ficava reconhecida, pelos dois lados, a fronteira estabelecida em 1948. Contudo, ainda existe grande animosidade entre as duas Coreias, em particular após o lado norte ter investido massivamente no desenvolvimento de armas nucleares.

Duas Coreias: duas realidades muito diferentes

Comparativamente, as duas Coreias têm muitas diferenças entre si, algo que reflete as formas distintas de condução da economia e nível de desenvolvimento. A Coreia do Norte tem sua economia baseada na agricultura, tendo uma indústria em crise e pouco desenvolvida. O país liderado por Kim Jong-un necessita constantemente de ajuda humanitária.
 
Por sua vez, a Coreia do Sul se mostra plenamente desenvolvida economicamente, em grande parte como consequência da política democrática estabelecida no fim dos anos 1980. O país investiu consideravelmente em educação e no estabelecimento de uma indústria forte. A nação integra o grupo de países conhecidos como Tigres Asiáticos.
 
Agora você tem um panorama completo de como é a Coreia do Norte, inclusive em comparação com sua vizinha, a Coreia do Sul. Para conferir mais conteúdos de geografia e história, além de dicas para o Enem e o vestibular, fique ligado no Blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog