28/01/2022 Geografia

Oceano Atlântico: saiba mais sobre o oceano que banha o Brasil

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Oceano Atlântico: saiba mais sobre o oceano que banha o Brasil

O segundo maior oceano do planeta, o Oceano Atlântico, tem seu nome associado ao deus Titã “Atlas” da mitologia grega. Basicamente, o planeta Terra possui cinco oceanos que são: Oceano Pacífico (o maior de todos), Oceano Atlântico, Oceano Índico, Oceano Glacial Ártico e Oceano Glacial Antártico.

O Oceano Atlântico possui grande importância comercial e na história do mundo. Continue lendo para saber mais sobre o oceano que banha o Brasil.

Oceano Atlântico: conheça suas características 

O Oceano Atlântico está presente em três continentes: América, África (a oeste) e Europa (a leste). Dessa forma, banha inúmeros países do planeta. Suas águas oceano correspondem a 20% da superfície do planeta. Grande parte dos rios da Terra deságuam nele. A costa brasileira é banhada pelo Oceano Atlântico. 

Esse oceano está conectado a outros oceanos, ao sul está ligado ao Oceano Antártico, a sudeste ao Oceano Índico, a sudoeste ao Oceano Pacífico e ao norte ao Oceano Ártico. O Oceano Atlântico é o único que se comunica com todos os outros. Mesmo sendo o segundo maior em extensão, é considerado o mais importante pelo grande fluxo de atividades comerciais. 

Possui uma área aproximada de 106 milhões de km². Sua profundidade é de 7.750 metros, estando dividido em duas partes. Localizações acima da linha do Equador recebem o nome de Atlântico Norte e localizações abaixo da linha do Equador recebem o nome de Atlântico Sul. 

Mares do Oceano Atlântico

É importante esclarecer que mares são diferentes de oceanos por serem menores e fechados. Tendo essa observação considerada, há mares que fazem parte do Oceano Atlântico, como o Mar do Norte, o Mar Mediterrâneo, o Mar Báltico, o Mar Negro, o Mar das Antilhas e o Mar da Noruega. 

Rios do Oceano Atlântico

Desembocam no Oceano Atlântico alguns dos maiores rios do mundo, como o Rio Amazonas, Mississipi, São Lourenço, Congo, Paraná, Loire e Níger. 

Ilhas do Oceano Atlântico

Há também várias ilhas espalhadas pelo Oceano Atlântico, como o Arquipélago dos Açores, Ilhas Canárias, Ilha da Madeira, Ilha do Cabo Verde, entre outras. 

Relevância do Oceano Atlântico

O Oceano Atlântico possui grande relevância econômica já que nele acontecem os maiores fluxos comerciais (importação e exportação) do planeta. Dentre as atividades mais desenvolvidas estão o transporte de mercadorias e de pessoas e o turismo. 

Boa parte da população mundial é alimentada pela pesca realizada em todo o Oceano Atlântico. Além disso, a exploração das águas desse oceano levaram à descoberta de várias reservas de petróleo e gás natural. Contudo, não é somente no viés econômico que esse oceano tem grande relevância.

O Oceano Atlântico tem grande importância também na história do mundo, uma vez que tornou possível que habitantes de diferentes continentes se encontrassem no período das colonizações e desenvolvimento comercial.

Os oceanos têm grande importância também para o equilíbrio ambiental. Eles regulam o clima e a temperatura da Terra e produzem boa parte do oxigênio por meio das algas que possuem. O Atlântico leva ventos, umidade e chuva para diferentes territórios do planeta. 

Oceano Atlântico e os seus problemas ambientais

Há grande biodiversidade vegetal e animal nos oceanos, haja vista que eles se constituem em ecossistemas aquáticos. Porém, fatores como a poluição das águas, a pesca excessiva, a exploração desenfreada de minerais, a perda de espécies animais e vegetais, dentre outros, fizeram com que o Oceano Atlântico entrasse em grande sofrimento nas últimas décadas. 

As mudanças climáticas das últimas décadas, como o efeito estufa, o aquecimento global, chuva ácida, entre outros, estão causando alterações dos níveis dos oceanos. Muitos pesquisadores alertam para o fato de que o derretimento das calotas polares está contribuindo significativamente para alterações difíceis de administrar. 

Para que o planeta se mantenha em um crescente desenvolvimento sustentável, precisa adotar uma postura mais consciente frente aos seus oceanos. Além do potencial aumento do volume das águas do oceano, a questão do lixo é bastante preocupante, se constituindo em uma pauta relevante. 

Cadeias de montanhas do Oceano Atlântico

Equipamentos de mapeamento do fundo dos oceanos foram desenvolvidos durante a Segunda Guerra Mundial. O objetivo era facilitar a movimentação de submarinos militares.

Contudo, ainda que sua origem tivesse objetivo militar, esses equipamentos foram imprescindíveis para descobrir cadeias de montanhas enormes no Oceano Atlântico. Essas montanhas recebem o nome de dorsais meso-oceânicas. 

O aperfeiçoamento dos métodos de datar rochas permitiu realizar uma análise que detectou que quanto mais perto das dorsais meso-oceânicas mais jovens são as rochas. As rochas que estão mais perto dos continentes são mais antigas.

Tal conhecimento contribui significativamente para a teoria da Deriva Continental. Essa teoria explica que não havia separação entre os continentes há 200 milhões de anos. Existia somente um continente chamado de Pangeia e apenas um oceano, o Pantalassa. 

Agora você já conhece melhor o Oceano Atlântico! Aproveite para navegar pelo blog do Hexag Medicina para conferir mais conteúdos como este!

Retornar ao Blog