Início / Blog / História / Como foi e quem declarou a Independência do Brasil?

Como foi e quem declarou a Independência do Brasil?

Responsive Image

É provável que você saiba que quem declarou a Independência do Brasil foi Dom Pedro I, às margens do Rio Ipiranga. Contudo, essa história possui detalhes que são importantes para compreender todo o contexto no qual esse evento tão importante para o nosso país aconteceu.
 
Ao longo do artigo, iremos explicar o que levou Dom Pedro I a proclamar a independência, separando, assim, o Brasil de Portugal. Siga a leitura e saiba mais!

Quem declarou a Independência do Brasil e por quê?

Como falado anteriormente, foi Dom Pedro I quem declarou a Independência do Brasil, em 1822. Mas, a dúvida que fica é: por que ele fez isso? Para entendermos melhor, vamos voltar um pouco no tempo e observarmos o contexto histórico e os motivos que o levaram a tomar essa decisão.
 
Pedro I do Brasil ou Pedro IV de Portugal, era filho de D. João VI e Carlota Joaquina, que se tornaram rei e rainha de Portugal em 1816. Em 1821, seu pai teve que voltar para seu país de origem e Pedro tornou-se regente do Brasil.

A relação entre Brasil e Portugal

Na época, havia uma tensão entre Brasil e Portugal por conta de algumas medidas adotadas por Portugal. No mesmo ano da independência, em janeiro de 1822, os portugueses estavam exigindo o retorno de Dom Pedro para seu país. Os brasileiros, que eram contra essa decisão, reuniram milhares de assinaturas pedindo para que o regente ficasse.
 
Assim, no dia 9 de janeiro de 1822, ocorreu um evento que ficou conhecido como o Dia do Fico, em que Dom Pedro decidiu continuar no Brasil e falou aquela famosa frase: “Se é para o bem de todos e felicidade geral da nação, diga ao povo que fico!”. Assim, a relação entre Brasil e Portugal, que já estava estremecida, caminhou ainda mais para uma ruptura definitiva.

Acontecimentos que resultaram no grito de Independência

Em agosto do mesmo ano, a corte portuguesa tentou mais uma vez exigir o retorno de Dom Pedro, enviando juntamente com essa mais uma ordem, de que uma série de medidas que estavam vigentes no Brasil deveriam ser revogadas por serem consideradas por eles como privilégios.
 
A mensagem chegou primeiro para Leopoldina, esposa de Dom Pedro I, que estava como regente, já que ele estava em São Paulo. Ela, então, convocou uma sessão extraordinária, que foi presidida por José Bonifácio (conselheiro de Pedro), e assinou uma declaração de independência.
 
Em seguida, ela escreveu uma mensagem e pediu que entregassem a Pedro com máxima urgência. A partir daí, conta a história oficial que ele recebeu a carta no dia 7 de setembro, quando estava às margens do Rio Ipiranga, localizado na cidade de São Paulo, e que lá deu o grito de “Independência ou morte!”.

Como ficou o Brasil depois da Independência?

Pouco mais de um mês após a declaração de independência, no dia 12 de outubro de 1822, Dom Pedro, que até então era príncipe de Portugal, foi aclamado Imperador do Brasil e coroado em dezembro do mesmo ano, tornando-se oficialmente Dom Pedro I.
 
Vale dizer que a independência não foi aceita rapidamente por Portugal e nem mesmo por todos os brasileiros. Em várias regiões do Brasil houve rebeliões de pessoas que se mostravam leais ao país colonizador, como no Maranhão, Pará, Bahia e na Cisplatina (território que atualmente é o Uruguai).
 
Já os portugueses apenas aceitaram a separação três anos depois, em 1825, após a firmação de um acordo entre os dois países. A partir daí, ficou definido o surgimento do Brasil como uma nação e a nacionalidade do brasileiro, o estabelecimento de uma monarquia, a ampliação do sistema de escravidão e o pagamento de uma indenização de dois milhões de libras a Portugal, dando início à dívida externa brasileira.
 
O Império do Brasil teve duração de 77 anos, período que é dividido entre:

  • Primeiro Reinado – Iniciou em 1822 e contou com Dom Pedro I como imperador, que, em 1831, abdicou ao trono.
  • Período Regencial – Entre 1831 e 1840, o Brasil ficou sem um imperador, sendo governado por diferentes regentes.
  • Segundo Reinado – Em 1840, Dom Pedro II (filho de Dom Pedro I e de Leopoldina), com apenas 14 anos de idade, assumiu o Império do Brasil após um acontecimento que ficou conhecido como Golpe da Maioridade.

Dom Pedro II permaneceu no poder por quase 50 anos e os planos eram de que ele passasse o poder para sua filha, a Princesa Isabel, que daria início ao Terceiro Reinado. Entretanto, a Proclamação da República, que foi liderada pelo Marechal Deodoro da Fonseca, ocorrida em 15 de novembro de 1889, colocou fim à monarquia no Brasil.
 
Agora que já sabe como foi e quem declarou a Independência do Brasil, aproveite para navegar por outros posts do Blog do Hexag Medicina para conferir mais conteúdos de história, além de dicas sobre Enem e vestibular!

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

user

Comentários

Responsive Image

Bitnami