16/09/2021 História

O que são os movimentos sociais?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
O que são os movimentos sociais?

Os movimentos sociais têm um papel bastante importante no contexto de conflitos que o Brasil e o mundo estão inseridos nas últimas décadas. Eles são cruciais para a democracia e contribuem para que as vozes das minorias sejam ouvidas. Continue lendo para entender mais sobre esses grupos e como se dá a sua organização.

Entenda o que são movimentos sociais

Os movimentos sociais consistem em uma forma de expressão da sociedade civil. Através desses movimentos, os cidadãos se organizam para realizar ações coletivas que objetivam gerar mudanças na sociedade. Essa busca por mudanças se dá no âmbito de debates políticos e realização de manifestações.

Os movimentos sociais são imprescindíveis em sociedades plurais e democráticas. Eles funcionam através da ação coletiva como uma forma de resistir e lutar diante das desigualdades, objetivando a inclusão social das minorias. Por serem movimentos populares, podem contar com a atuação de vários grupos internos que têm métodos diferentes para alcançar o mesmo objetivo.

Como os movimentos sociais funcionam?

Os movimentos sociais consistem em ações coletivas, ou seja, são organizados por um conjunto de pessoas que busca unir vários indivíduos para ter mais volume para a sua voz. Afinal, a força plural consegue fazer uma reivindicação mais ampla.

Em geral, esses movimentos se originam de iniciativas públicas motivadas por desigualdades ou injustiças recorrentes na sociedade. Quanto mais amplo é o cenário de desigualdade de uma nação, mais fácil é para que ela tenha diferentes movimentos sociais.

Os grupos desses movimentos objetivam alterar a composição e a forma como o Estado atua. Como é de se imaginar, a relação entre o Estado e os movimentos sociais tende a ser conflituosa em muitas situações.

A organização do Estado é entendida como a manutenção do status quo e, dessa forma, das injustiças sociais. Os movimentos sociais configuram-se, então, na força de combate através de ações coletivas.

Para a democracia, é fundamental que existam movimentos desse tipo, uma vez que um dos pilares democráticos é exatamente que os cidadãos possam reivindicar seus direitos. A extinção de qualquer movimento social é o equivalente à extinção do próprio Estado Democrático de Direito em si.

Há diferentes níveis de organização entre os movimentos sociais, alguns têm sedes e representações em várias cidades, enquanto outros, de caráter mais espontâneo, se configuram em passeatas e outras manifestações. As ações coletivas têm um poder simbólico bastante significativo.

Principais características dos movimentos sociais

Os movimentos sociais possuem algumas características relevantes, confira abaixo as principais.

Ideologia

Trata-se da base de pensamento que une os cidadãos ao redor de um mesmo objetivo. Ter um pensamento ideológico comum é essencial para articular os grupos em prol do movimento.

Projeto

Os movimentos sociais precisam ter seu objetivo e reinvindicação bem definidos para engajar os participantes. O projeto é a base para motivar a organização do movimento, aquilo que serve de pauta para as demandas sociais.

Hierarquia

Um movimento social pode ter a organização hierárquica centralizada ou descentralizada, com uma ou mais lideranças. Os movimentos organizados precisam ter um “rosto”, em especial para que se consiga estabelecer um diálogo com o Estado.

Tipos de movimentos sociais

De acordo com os objetivos dos movimentos sociais, é possível classificá-los em três tipos, que são:

Movimentos reivindicatórios

Esse tipo de movimento social tem foco questões imediatas e de curto prazo. Um recurso bastante utilizado é fazer pressão pública para forçar que as instituições alterem os dispositivos e instrumentos legais, favorecendo, dessa forma, os objetivos desejados.

Movimentos políticos

Esses movimentos visam influenciar as camadas populares para que participem das decisões políticas, objetivando garantir transformações estruturais na sociedade.

Movimentos de classe

Consistem em movimentos que visam mudar a organização social e as relações existentes entre camadas distintas da sociedade.

Os movimentos sociais no Brasil

Como já citamos, países que apresentam maior desigualdade tendem a ter mais movimentos sociais. O Brasil é um país em desenvolvimento que possui um contexto social e político desigual e com muitas injustiças sociais. Em nosso país há um número expressivo de movimentos sociais que objetivam mudar esse cenário.

As várias revoltas ocorridas ao longo da história do Brasil podem ser consideradas como movimentos sociais, no entanto, a organização de tais movimentos, como conhecemos hoje, se iniciou na década de 1960.

Um dos movimentos sociais de maior destaque na história brasileira com certeza é o das “Diretas Já!”, que ocorreu durante o período de redemocratização. O objetivo era que fossem estabelecidas eleições diretas. Esse movimento levou milhões de brasileiros para as ruas.

Outros importantes movimentos sociais brasileiros são o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) e o Movimento Passe Livre.

Devemos mencionar que, além dos movimentos sociais mais organizados, há outros grupos que também lutam para assegurar seus direitos, como os povos indígenas, os negros, as mulheres e os LGBTQIA+.

Os movimentos sociais são fundamentais para a manutenção da democracia. Navegue pelo blog do Hexag Medicina para conferir mais conteúdos informativos como este!

Retornar ao Blog