Início / Blog / História / Quem foi Platão?

Quem foi Platão?

Responsive Image

Ao longo da história, muitos filósofos se destacaram por terem trazido à tona importantes reflexões acerca da vida e da existência humana. No artigo de hoje iremos falar de um em especial, criador de teorias de grande valor para a humanidade. Continue a leitura para saber quem foi Platão e quais foram as contribuições dele para a sociedade.

Quem foi Platão e como ele se tornou filósofo?

Platão viveu entre 427 e 347 aC em Atenas, na Grécia, e foi um dos mais importantes filósofos da história e um dos escritores mais conhecidos que já existiu. Seus pensamentos serviram como base para a formação da filosofia ocidental.
 
Não há muitos registros sobre o início de sua vida, mas historiadores afirmam que ele nasceu em uma família rica, o que permitiu que fosse educado pelos melhores professores da Grécia. Matemática, música, filosofia, gramática e, até, ginástica, eram algumas das aulas que ele teve ao longo de sua formação.
 
Na juventude, Platão presenciou a chamada Guerra do Peloponeso, um conflito armado entre Atenas e Esparta. É bastante provável que ele tenha servido o exército ateniense como soldado nesse período e que essa experiência tenha influenciado sua vida e seus pensamentos.

O encontro com o mestre Sócrates

À medida em que Platão foi amadurecendo, passou a ter mais interesse pelos estudos e pela filosofia. Ele se tornou aluno do já conhecido filósofo Sócrates, com quem mantinha conversas sobre vários aspectos relacionados à política e à vida.
 
Durante as aulas, Sócrates apresentava diversos tipos de problemas aos seus alunos, eles, então, analisavam a criavam teorias sobre o assunto. Os ensinamentos e o estilo de aprendizagem de Sócrates foram uma grande influência para Platão, são aspectos que podem ser facilmente identificados em sua trajetória e seus escritos.
 
Em 399 aC, Sócrates foi executado por líderes atenienses, acusado de corromper a juventude e por não reconhecer os deuses de sua pátria. Depois disso, Platão deixou Atenas e viajou pela região do Mediterrâneo pelos doze anos seguintes. Durante esse período, visitou lugares como Itália, Egito e o Norte da África, e estudou todos os tipos de assuntos, incluindo ciências, matemática e filosofia.

A obra de Platão

Durante sua viagem pelo Mediterrâneo, Platão começou a escrever. Seus escritos possuíam um estilo interessante, pois eram apresentados na forma de diálogos. Ao longo desses textos, vários personagens discutem um tópico, fazendo perguntas uns aos outros. Essa forma de escrita permitiu ao filósofo explorar vários lados de um argumento e introduzir novas ideias.
 
Muitos dos diálogos de Platão apresentam seu ex-professor Sócrates como personagem principal. Inclusive, muito do que se sabe sobre as filosofias de Sócrates vem dos textos de Platão. Ele escreveu quatro diálogos sobre os últimos dias de vida do seu mentor, incluindo Apologia, em que o falecido filósofo se defende antes de ser condenado à morte.
 
A obra mais famosa de Platão é A República, em que vários personagens discutem o significado da justiça e como ela se relaciona com a felicidade. Sócrates é mais uma vez o protagonista dos diálogos e discute como ser justo ou injusto pode afetar a vida de alguém.
 
Eles discutem vários aspectos do governo e, finalmente, apresentam o conceito de rei-filósofo como sendo o governante ideal. Enquanto escrevia essa importante obra, Platão chegou à conclusão de que os filósofos deveriam se tornar reis ou os reis deveriam se tornar filósofos.

Academia de Platão

Quando tinha por volta de 40 anos de idade, Platão retornou a Atenas e fundou uma escola que ficou conhecida como a Academia de Platão. Lá, ele e outros estudiosos ensinavam matérias como matemática, filosofia, biologia e astronomia. Um dos alunos de Platão foi o famoso cientista e filósofo Aristóteles, que estudou na Academia por quase 20 anos.

Morte e Legado de Platão

Platão morreu por volta do ano 347 aC em Atenas, na Grécia. Não se sabe muito a respeito de sua morte. As poucas informações que se tem é que ele tinha cerca de 80 anos de idade e provavelmente morreu durante o sono.
 
O legado deixado por ele está presente de forma marcante na filosofia ocidental moderna. Seus escritos foram estudados ao longo dos últimos dois mil anos e continuam sendo considerados uma grande referência filosófica.

Fatos interessantes sobre Platão

Confira alguns fatos interessantes que contam um pouco mais a respeito de Platão e de sua trajetória como filósofo.

  • Apesar de não haver um consenso a respeito, alguns historiadores afirmam que Platão era, na verdade, um apelido e que seu nome verdadeiro era Arístocles.
  • Platão presidiu sua Academia até a morte, depois disso, a instituição continuou em funcionamento até o ano de 529 AC.
  • A Academia foi fechada pelo imperador romano Justiniano, que a considerou uma ameaça ao cristianismo.
  • O mestre renascentista Rafael pintou um quadro famoso chamado A Escola de Atenas, no qual representou Platão e Aristóteles.
  • Platão acreditava que A Cidade Perdida de Atlântida era real e afirmava que o lugar existiu por volta de oito mil anos antes de ele nascer.

Gostou de saber quem foi Platão e a sua importância para os estudos da filosofia? Para conferir outros conteúdos informativos e dicas de Enem e vestibulares, fique ligado no Blog do Hexag Medicina!

Os artigos assinados são de responsabilidade dos autores e não refletem necessariamente a opinião do Hexag.

Compartilhe

Sobre o autor

user

Comentários

Responsive Image

Bitnami