26/01/2021 Português

O que é gerúndio?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
O que é gerúndio?

Saber o que é gerúndio, seu conceito e como utilizá-lo corretamente é essencial para ter um bom domínio da língua portuguesa. Esse conhecimento é aplicado tanto na produção textual, evitando o gerundismo (vício de linguagem) quanto para maior compreensão da gramática. Continue lendo para entender melhor!

Entenda o que é gerúndio

Gerúndio é uma das três formas nominais existentes na língua portuguesa, as outras duas são o Particípio e o Infinitivo. A característica do gerúndio é expressar a continuidade de uma ação, ou seja, demonstra que ela teve início e continua acontecendo. Uma dica é que esses verbos possuem o sufixo “ndo”.

Formas nominais de verbos não pertencem a nenhum tempo (passado, presente ou futuro) e nem modo verbal (Subjuntivo, Indicativo, Imperativo).  Além disso, é válido saber que formas nominais são aplicadas a verbos, mas também podem ser usadas como nomes em alguns contextos (explicaremos isso melhor mais adiante).

Gerúndio: como usar?

O gerúndio deve ser usado para expressar uma ação que está acontecendo neste momento (presente) ou então uma ação duradoura. Não se usa gerúndio para ações já terminadas ou para ações que ainda irão acontecer. Para que fique mais claro, exemplificaremos a seguir:

  • Estou ouvindo a melhor música de todos os tempos.
  • Vanessa está estudando para ser advogada.
  • Estamos assistindo aquela série que você indicou.
  • Não se preocupe, estou levando guarda-chuva.
  • Já estou acabando o almoço.

Gerúndio: outras funções, tipos e aplicações

Até esse ponto ficou claro como o gerúndio deve ser usado, a partir daqui iremos explicar como essa forma nominal atua em diferentes contextos. Entenda melhor os tipos Simples, Composto, seu uso com Preposição e como advérbio e adjetivo.

Gerúndio simples

O gerúndio simples é aquele que pode ser posicionado em qualquer parte de uma frase, ou seja, antes da oração principal, juntamente ao verbo principal ou após a oração principal. Basicamente, é o que vimos até aqui, confira os exemplos a seguir:

  • Gerúndio antes da oração principal: Ouvindo o que falavam sobre ela, Carolina chorou.
  • Gerúndio na ação principal: Wagner estava cantando quando conheceu Luiza.
  • Gerúndio após a ação principal: A bicicleta tentou desviar do cachorro, caindo na vala.

Gerúndio composto

Nesse caso, o gerúndio é usado para expressar uma ação prolongada que terminou antes da ação principal. Entenda melhor a partir dos exemplos a seguir:

  • Tendo feito o ENEM, Luciana pode ingressar no ensino superior.
  • Não tendo estudado para os exames, José teve grande dificuldade.

Gerúndio com preposição em

Há certa discordância entre os gramáticos no que diz respeito ao uso da preposição “em” diante do gerúndio. No entanto, para alguns gramáticos há situações em que é aceitável esse emprego da preposição. O objetivo deve ser transmitir uma noção de condição ou hipótese. Para ficar mais fácil de entender, confira o exemplo a seguir:

  • Em se tratando de resolver a questão, toda ajuda é válida.

Gerúndio como advérbio

Como se trata de uma forma nominal, pode desempenhar a função de nome e especificamente de advérbio. Essa situação acontece quando se quer expressar o modo como uma ação aconteceu.

A seguir você confere alguns exemplos, aproveite para fazer o seguinte exercício: tente substituir o gerúndio grifado por advérbios usuais, como ontem e amanhã. Veja se faz sentido.

  • Saindo de casa, vi a vizinha chegando machucada.
  • Chovendo, precisamos comprar sombrinhas!

Gerúndio como adjetivo

Embora seja menos comum, é possível que, em alguns contextos, o gerúndio desempenhe a função de adjetivo. Isso acontece quando destaca uma característica a um substantivo. Leia os exemplos a seguir e tente substituir o gerúndio grifado por adjetivos para ver se faz sentido.

  • Lá em casa, há crianças chorando.
  • Durante o show, ouvi jovens cantando.

Cuidado com o gerundismo!

Provavelmente, você já ouviu a dica de evitar o uso do gerúndio, porém, deve ficar claro que o problema linguístico não está em usar o gerúndio e sim em cair na armadilha do chamado gerundismo. Antes de mais nada, é necessário esclarecer que gerundismo é um vício de linguagem que acontece quando se exagera no uso do gerúndio, em especial associados a três formas verbais no futuro.

Essa forma de falar foi difundida pelos atendentes de telemarketing e acabou se tornando moda. Um dos pontos que contribui para o reforço do gerundismo na linguagem cotidiana é o desconhecimento de como substituir essas expressões.

Para te ajudar a fugir do gerundismo, apresentaremos exemplos com a versão incorreta (gerundismo) e a sua forma correta. Na forma correta, o gerundismo é substituído pelo verbo no Infinito. Confira abaixo:

Exemplo 1:

  • Vou estar encaminhando seu pedido para o setor de compras. (gerundismo)
  • Vou encaminhar seu pedido para o setor de compras. (forma correta)

Exemplo 2:

  • Ela vai estar aplicando a prova de matemática. (gerundismo)
  • Ela vai aplicar a prova de matemática. (forma correta)

Exemplo 3:

  • Vou estar resolvendo o seu problema no sistema. (gerundismo)
  • Vou resolver seu problema no sistema. (forma correta)

Agora você já sabe o que é o gerúndio e a forma correta de utilizá-lo! Para mais conteúdos e dicas de língua portuguesa, fique ligado no blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog