18/11/2021 Atualidades

A importante contribuição dos profissionais da Química na linha de frente do combate ao novo coronavírus

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
A importante contribuição dos profissionais da Química na linha de frente do combate ao novo coronavírus

Os profissionais da Química têm sido de grande importância na linha de frente do combate ao novo coronavírus. A sua atuação é bastante ampla e versátil, para se ter uma ideia vai desde realizar testes clínicos laboratoriais até desenvolver novos compostos químicos.

Os especialistas brasileiros em química têm feito a sua parte desde o início da pandemia de Covid-19. Continue lendo para entender melhor essa dedicação.

Combate do novo coronavírus: conheça a contribuição dos profissionais da Química

Os profissionais da Química vêm contribuindo para o combate do novo coronavírus em diferentes frentes desde o começo da pandemia. Há profissionais trabalhando incansavelmente nos laboratórios, nos centros de pesquisa, em indústrias e nas salas de aula.

Dentre as atividades que competem à área da Química estão investigar o vírus, desenvolver terapias, fabricar produtos e desenvolver técnicas para finalizar empresas e controlar a qualidade.

Químicos de diferentes frentes de ação se uniram para realizar o propósito único de conter a propagação do vírus. Um dos projetos que fez esses profissionais unir forças foi o de produzir álcool 70% para distribuição gratuita.

Formaram-se também grupos de trabalho com o objetivo de fabricar kits de testes e máscaras de plástico, as face shields. O aprimoramento de respiradores também entrou na lista de contribuições dos químicos. 

Indústria de alimentos 

Os profissionais da área da Química atuam em várias frentes e nem todas elas são percebidas como frente de combate. Um bom exemplo disso é a indústria de alimentos em que químicos e outros profissionais do setor vêm trabalhando para evitar o desabastecimento. Em períodos pandêmicos, as pessoas tendem a estocar comida e isso pode gerar o desabastecimento. 

Álcool em gel

Outra contribuição fundamental dos profissionais da Química para o combate do novo coronavírus foi a produção de álcool em gel. Para garantir a capacidade de distribuição gratuita desse item — para postos de saúde, hospitais universitários e comunidades carentes — universidades e laboratórios de química emprestaram sua infraestrutura.

O mercado de álcool em gel do Brasil era completamente dependente de um produto de fora, o Carbopol 940. Esse item é um espessante de patente chinesa que, devido à demanda mundial, entrou em falta.

Professores e alunos de mestrado, doutorado e iniciação científica da área Química se uniram para desenvolver um substituto nacional. Assim, a produção de álcool em gel pode se manter em um bom nível e não há mais a dependência de matéria-prima estrangeira.

Desenvolvimento de testes para Covid-19

Os profissionais da Química trabalharam em conjunto com profissionais das áreas biológicas e médicas para desenvolver testes para Covid-19. Também se dedicaram à investigação de medicamentos que fossem cientificamente comprovados como eficientes no tratamento ou nos cuidados dos sintomas da doença. 

Confecção de EPIs

Os profissionais da área Química têm ainda um papel essencial no fabrico de materiais poliméricos que funcionam como matéria-prima para confeccionar máscaras, face shield, luvas, macacões e outros materiais para proteção e uso em hospitais. Os equipamentos em questão oferecem segurança para os profissionais da área da saúde que estão na linha de frente. 

Há profissionais da Química que estão trabalhando no desenvolvimento de equipamentos e materiais novos que funcionem como alternativas para respiradores. O objetivo é encontrar opções menos custosas. 

Combate às fake news

Uma contribuição bastante importante, especialmente dos professores de Química, é o combate às fake news a respeito das vacinas e da importância do isolamento social. Esses profissionais, assim como os de outras áreas da Ciência, tiveram um papel significativo para conscientizar os leigos sobre o quanto é fundamental fazer a sua parte e se vacinar. 

Também coube aos profissionais dessa área desmistificar o uso de medicamentos não eficazes contra o novo coronavírus e outras curas milagrosas. Em tempos difíceis como o de uma pandemia, infelizmente é crítico o número de pessoas com intenções escusas que “fabricam” notícias falsas a respeito de curas e remédios. As fake news podem se propagar de forma tão ou mais nociva do que o próprio vírus. 

Profissionais da Química estão em todas as etapas

Os profissionais da Química estão presentes, direta ou indiretamente, em todas as etapas e frentes de combate ao novo coronavírus. Seu trabalho é essencial desde a produção de matéria-prima para medicamentos até a produção de testes, passando pelo desenvolvimento de EPIs para profissionais de saúde e equipamentos para hospitais. 

Como mencionamos, o papel dos profissionais dessa área no combate às fake news também foi de grande relevância. Dessa forma, eles se envolveram em todo o processo de combate ao vírus, inclusive na produção das vacinas. É fundamental que, após esse período de grande dificuldade, o mundo compreenda e enalteça a importância da Ciência como um todo. 

Os profissionais da Química contribuíram e continuam contribuindo significativamente na linha de frente de combate ao novo coronavírus!

Retornar ao Blog