03/11/2020 Química

Entendendo a Química Ambiental

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Entendendo a Química Ambiental

A Química Ambiental é a área do conhecimento que envolve todos os processos químicos que acontecem na natureza, tanto de forma orgânica quanto provocada pelo ser humano. O conceito foi criado em 1994, apesar de, antes disso, o homem já tentar entender todos esses fenômenos.
 
Um dos principais objetivos da Química Ambiental é encontrar soluções para preservar o meio ambiente e, como consequência, trazer benefícios para os seres humanos. Os profissionais desse segmento buscam desenvolver ações voltadas para reduzir a poluição e, assim, melhorar a qualidade do ar, do solo e da água.
 
Neste artigo iremos explicar melhor o que é a Química Ambiental, seus objetivos e outros temas relacionados ao assunto, acompanhe!

O que é Química Ambiental?

A Terra é composta por milhões de substâncias e partículas que reagem quando entram em contanto, dando origem a novas substâncias. Isso faz com que o planeta seja considerado um sistema fechado, pois os elementos estão continuamente passando por ciclos e se reciclando no meio ambiente.
 
Moléculas de oxigênio que estavam flutuando na atmosfera podem, no dia seguinte, estar presentes na sua refeição, por exemplo. A Química Ambiental estuda, entre outras coisas, esses ciclos e os movimentos que eles realizam.
 
É um campo de estudos bastante amplo, envolvendo áreas diversas, como: biologia, geologia, geografia, agronomia, ecologia, toxicologia, matemática, genética, hidrologia, saúde pública etc. Os químicos ambientais são responsáveis ​​por descobrir como o meio ambiente funciona e por encontrar formas de desenvolvimento sustentável que não o prejudiquem.
 
Uma parte de grande relevância da Química Ambiental na atualidade diz respeito à ação do homem sobre a natureza, o que contribui para a destruição da camada de ozônio, a poluição do ar, dos rios e oceanos, entre outras questões. Os especialistas nessa ciência buscam maneiras de reverter esses efeitos e minimizar os danos causados ao meio ambiente.
 
A Química Ambiental pode ser aplicada de diversas formas, veja algumas a seguir.

  • Estuda os fatores de risco envolvidos a todos os produtos químicos a fim de obter soluções para proteger o homem e o meio ambiente;
  • Desenvolvimento de novos produtos e seus efeitos para o meio ambiente;
  • Buscar métodos de proteção para águas subterrâneas poluídas pelo solo, poeira e partículas de resíduos.
  • Proteger a superfície das águas de contaminantes por meio do processo de sedimentação, bacteriologia e radiação.
  • Realizar a gestão de resíduos e a busca pela produção mais limpa.

A Química Ambiental nos ajuda a entender o mundo ao nosso redor, acompanhar as mudanças que ocorrem nele e encontrar maneiras de protegê-lo e desenvolvê-lo.

Fatos importantes sobre a Química Ambiental

Por se tratar de um assunto extremamente amplo, às vezes pode ficar um pouco confuso assimilar. Veja, a seguir, alguns fatos importantes sobre Química Ambiental para entender o conceito na prática.

Reciclagem de alumínio

O alumínio é um material que pode ser reciclado repetidamente, para sempre. A reciclagem de uma única lata de alumínio é capaz de economizar energia suficiente para fazer um aparelho de TV funcionar por, pelo menos, três horas. Estima-se que os seres humanos utilizem cerca de 80 trilhões de latas de alumínio por ano.

Poluição química da água

Grande parte das pessoas associa a responsabilidade pela poluição da água às indústrias químicas, contudo, apesar de isso acontecer, existem vários outros responsáveis. A agricultura, o transporte, as usinas de energia, as fábricas de produtos químicos de uso doméstico (como itens de limpeza) também podem ser fontes de poluição da água.

Contaminação química da água x ar

A contaminação química da água pode causar problemas graves a longo prazo. Já as consequências da emissão aguda de substâncias químicas no ar, mesmo que sejam graves, possuem um prazo mais curto.

Contaminação do meio ambiente

Como se pode ver, a contaminação do meio ambiente é um tema de grande relevância dentro da Química Ambiental, que estuda os vários tipos de substâncias indesejáveis e seus efeitos para o planeta. Veja alguns exemplos de contaminantes a seguir.
 
Pequenos contaminantes:  são partículas de metal que podem ser facilmente medidas e controladas por processos, como: abrasão, fadiga e assoreamento.
 
Contaminantes químicos:  são os poluentes produzidos pelo processo de reações químicas, contaminando a água e o solo, como: arsênio, nitrato, flúor, ferro etc.
 
Contaminação gasosa:  ocorre através da poluição da atmosfera por componentes como enxofre, cloro, bromo etc.
 
Contaminação microbiana:  não afeta apenas o meio ambiente, mas também o sistema que vive dentro dele através de micróbios, como: leveduras, bactérias, mofo, fungos, protozoários, vírus e seus subprodutos.

Como se tornar um Químico Ambiental?

Para se tornar um Químico Ambiental é preciso cursar uma graduação em Química e, em seguida, realizar uma especialização. Vale dizer que é uma carreira que está em ascensão, visto que a preocupação com o meio ambiente tem se tornado cada vez mais forte em todo o mundo. 
 
A área de atuação desse profissional é bastante ampla e inclui: gestão ambiental, tratamento de resíduos, melhoria de processos em empresas a fim de torná-los ecologicamente corretos, entre outras opções.
 
Para conferir mais artigos sobre química, meio ambiente e vários outros temas de interesse para estudantes, fique ligado no Blog do Hexag!

Retornar ao Blog