17/05/2021 Química

Saiba quais são as principais funções orgânicas

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Saiba quais são as principais funções orgânicas

Neste artigo iremos apresentar as principais funções orgânicas, um tema relevante da química orgânica. Basicamente, funções orgânicas são grupos de substâncias com propriedades químicas bem parecidas e com estruturas relativamente comuns. Grupos funcionais (que são sequências específicas de átomos) dão origem a diferentes compostos. Continue lendo para entender melhor.

Principais funções orgânicas

Antes de apresentarmos as principais funções orgânicas, é interessante diferenciá-las das funções inorgânicas. Funções orgânicas possuem átomos de hidrogênio ligados diretamente ao carbono, algo que não acontece nas funções inorgânicas.

O metano é um exemplo de composto orgânico, possui fórmula CH4, sendo do grupo dos hidrocarbonetos de fórmula básica CxHy. Dentre os compostos inorgânicos podemos citar o H2CO3 (ácido carbônico).

Tendo compreendido essa diferença básica entre funções orgânicas e inorgânicas, vamos conhecer as principais funções orgânicas? Confira abaixo!

Hidrocarbonetos

Esses compostos. os hidrocarbonetos,  são formados por cadeias de carbono e hidrogênio, por esse motivo sua fórmula básica é CxHy. Podemos citar como exemplos alcanos, alcenos, alcadienos, cicoalcanos, entre outros.

Álcoois

Na química orgânica, o grupo funcional que caracteriza os álcoois é a hidroxila (OH). Para que a hidroxila forme um álcool deve, obrigatoriamente, estar ligada a um carbono saturado (carbono que esteja fazendo quatro ligações).

Ressaltamos que isso não impede que a cadeia apresente insaturações, ramificações ou ligações cíclicas. Geralmente, são solúveis em água e possuem forma líquida quando a cadeia possui até onze carbonos.

Fenóis

Os fenóis têm a presença de uma ou mais hidroxilas ligadas diretamente a qualquer carbono que participe de um anel aromático. Confira, a seguir, alguns exemplos de fenóis de destaque:

Creolina

Bastante utilizada como desinfetante doméstico e hospitalar. Por esse motivo que muitas pessoas dizem que creolina tem “cheiro de hospital”.

THC (sigla de Tetrahidrocanabinol)

Trata-se da parte psicoativa em plantas do gênero Cannabis.

Hidroquinona

Bastante utilizada em tratamentos de pele e peelings.

Éteres

Quando o hidrogênio da hidroxila é trocado por outro radical orgânico temos os éteres. De maneira geral, são muito voláteis e pouco polares (porém, ainda solúveis em água quando a cadeia possui mais de 4 carbonos).

Dentre os éteres o mais conhecido é o éter etílico, bastante volátil (e muito inflamável) é usado geralmente como anestésico. Também se destacam pela fama os epóxidos utilizados para o fabrico de resinas epóxi, como o Durepoxi, que é um tipo de adesivo.

Ácidos carboxílicos

Carboxila, o grupamento característico dos ácidos carboxílicos, é que se tem quando há um carbono ligado concomitantemente a um oxigênio (por ligação dupla) e uma hidroxila. Confira a seguir alguns exemplos:

Ácido acético

Origina o vinagre formado por fermentação aeróbica.

Ácido butírico

O ácido butírico é o responsável pelo mau odor da manteiga quando fica rançosa. Quando alguém diz que a manteiga azedou, está dizendo que ela sofreu fermentação alcoólica.

Ácido metanoico

Mais conhecido como ácido fórmico, pode ser encontrado em alguns vinagrem produtos de limpeza, acetona e perfumes.

Aldeídos

Os aldeídos se caracterizam por ter carbonila na ponta da cadeia. Isso quer dizer que há um carbono ligado a um oxigênio (por ligação dupla) e a um hidrogênio. O cheiro dos aldeídos não é exatamente agradável, conforme a cadeia carbônica aumenta, vai se tornando mais suportável. Confira abaixo alguns exemplos de aldeídos:

Metanal

Provavelmente você o conhece pelo seu nome popular formol, nesse caso, é a solução de metanal dissolvido em água.

Etanal

Empregado no fabrico de medicamentos, pesticidas e espelhos.

Vanilina

Aldeído aromático que dá o cheiro característico da baunilha.

Cetonas

Essa função orgânica se caracteriza por contar no meio da cadeia com uma carbonila (C=O). Cetonas podem ser encontradas em diversos óleos essenciais extraídos de flores e frutos que são utilizados como base para perfumes. Um exemplo popular de cetona é a acetona (nome comum dado a propanoma) que é usada como solvente, inclusive de esmaltes.

Ésteres

O éster se origina quando a carboxila tem o hidrogênio trocado por outro radical. Bastante utilizados como solventes, medicamentos e flavorizantes. O cheiro de banana utilizado em alguns alimentos é resultado do etanoato de pentila. Lipídios também são ésteres, nesse caso, naturais e estão presentes em óleos, gorduras e ceras. Glicerídeos, por exemplo, são ésteres de glicerol.

Anidridos

O anidrido é formado quando dois ácidos carboxílicos passam por uma reação de desidratação (perda de um átomo de água) e se unem originando apenas um composto. Inclusive, o nome foi dado considerando a perda de água. A palavra anidrido vem do grego anhydros que significa “sem água”.

Aminas

São funções orgânicas nitrogenadas assim como as amidas, trata-se de compostos orgânicos que são derivados da amônia (NH3). Esses compostos se originam a partir da substituição dos hidrogênios por cadeias orgânicas.

As aminas são encontradas nos aminoácidos que formam as proteínas dos seres vivos. Quando há a morte de um animal os aminoácidos se decompõem e dão origem a aminas. Um exemplo é o cheiro de peixe estragado que é efeito das aminas.

Amidas

Também derivadas da amônia, são originadas quando um hidrogênio é trocado por um grupo acil (cadeia com um carbono na ponta unido por ligação dupla a um oxigênio). Destaca-se nesse grupo a ureia que está presente na urina.

Essas são as principais funções orgânicas! Para conferir mais conteúdos e dicas para o Enem e o vestibular, fique ligado no blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog