17/09/2021 Saúde

5 Maiores pandemias da história

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
5 Maiores pandemias da história

Conhecer mais sobre as maiores pandemias da história é relevante no contexto em que estamos vivendo. A pandemia do novo coronavírus vem gerando grande apreensão no mundo todo e informar-se sobre situações semelhantes do passado é válido para ter uma compreensão mais plena. 

Quem está se preparando para prestar vestibular e Enem deve dar uma atenção especial para esse conteúdo, pois podem ser feitas conexões entre pandemias de outros séculos e a de Covid-19. Continue a leitura e tenha uma compreensão mais ampla do tema. 

Conheça as 5 maiores pandemias da história

A pandemia do novo coronavírus mudou nosso estilo de vida e nos fez refletir sobre a vida e a importância de cuidar daqueles que amamos. Ao longo da história, outras pandemias também tiveram grande impacto social e emocional sobre a humanidade. Continue lendo e conheça as 5 maiores pandemias da história.

1. Peste Negra (Peste Bubônica)

A bactéria Yersinia pestis é a responsável por causar a doença conhecida como peste bubônica. Sua transmissão se dá pelo contato com pulgas e roedores que estejam infectados. Dentre os sintomas estão inchaço dos gânglios linfáticos, axila, virilha ou pescoço. Também são sintomas de peste bubônica dor de cabeça, febre, dores musculares e calafrios. 

Essa doença entrou para a história como a causadora da Peste Negra, responsável por ceifar entre 75 e 200 milhões de vidas na antiga Eurásia, no século XIV. Acredita-se que a doença reduziu a população mundial de 450 milhões de indivíduos para 350 milhões. Ficaram conhecidos como médicos da peste os profissionais de saúde responsáveis por tratar a Peste Negra. 

2. Varíola

A doença conhecida popularmente como “bexiga” assolou a humanidade por mais de três milênios. Para se ter uma ideia, líderes de nações como o faraó egípcio Ramsés II, o rei francês Luís XV e a rainha Maria II da Inglaterra foram acometidos pela enfermidade.

A causa dessa doença é o vírus Orthopoxvírus variolae, que é transmitido de indivíduo para indivíduo através das vias respiratórias. Dentre os sintomas estão febre, erupções na garganta, boca e rosto. Em 1980, a doença foi erradicada em decorrência de uma campanha de vacinação em massa. 

3. Cólera 

A primeira pandemia de cólera ocorreu em 1817, acarretando na morte de centenas de milhares de pessoas. Ao longo do tempo, a bactéria causadora da doença, Vibrio cholerae, passou por uma série de mutações, levando a novos ciclos epidêmicos eventuais. Por esse motivo, a cólera ainda é considerada uma pandemia. 

A transmissão da doença se dá a partir do consumo de água ou alimentos contaminados. Nos países subdesenvolvidos, a cólera ainda representa um problema. Em 2010, o Haiti foi um dos países mais atingidos pela doença. No Brasil, já ocorreram vários surtos, em especial em regiões mais pobres, como o Nordeste. Em 2019, o Iêmen registrou mais de 40 mil mortes devido à cólera. 

Dentre os sintomas dessa doença estão cólicas, enjoo e diarreia intensa. Existe vacina para cólera, no entanto, ela não é 100% eficaz. O tratamento da enfermidade deve ser feito à base de antibióticos. 

4. Gripe Espanhola 

Estima-se que a pandemia de Gripe Espanhola de 1918, ceifou entre 40 e 50 milhões de vidas. A doença foi causada por um subtipo do vírus influenza, acometendo mais de um quarto da população do planeta. O vírus chegou ao Brasil através do navio Demerara, que desembarcou passageiros em Recife, Salvador e Rio de Janeiro.

A Gripe Espanhola tinha sintomas bastante semelhantes aos da Covid-19 e não havia cura. Uma curiosidade desse período é que, em São Paulo, a população se dedicou ao desenvolvimento de um remédio caseiro composto por cachaça, mel e limão. Acredita-se assim foi criada a caipirinha. 

5. Gripe Suína (H1N1)

A primeira pandemia do século XXI foi causada pelo vírus H1N1 e ganhou o nome popular de gripe suína. Em 2009, o vírus surgiu em porcos no México e logo se espalhou por todo o mundo, levando mais de 16 mil pessoas à morte. O primeiro caso da doença no Brasil foi confirmado em maio e no final de junho já havia 627 pessoas infectadas no país, conforme dados do Ministério da Saúde. 

A transmissão se dá através de gotículas respiratórias presentes no ar ou em superfícies contaminadas. Os sintomas da H1N1 são os mesmos de uma gripe comum, incluindo dor de garganta, calafrios, dores no corpo e tosse. 

Pandemia de coronavírus

É importante fazer o adendo da pandemia do novo coronavírus que ainda está em curso no mundo. A Covid-19 é uma doença causada pelo vírus SARS-COV-2, a sigla SARS diz respeito à Síndrome Respiratória Aguda Grave. A doença foi identificada no fim de 2019, na cidade chinesa de Wuhan, e logo avançou para países de todos os continentes.

Inicialmente, o vírus infectou morcegos e posteriormente passou a infectar seres humanos. A Covid-19 ataca os pulmões do indivíduo, gerando quadros severos de insuficiência respiratória que podem levar ao óbito. A doença começa com sintomas de uma gripe comum e pode avançar para quadros de pneumonias graves. 

Pandemias ainda são uma grande preocupação para a humanidade e se informar sobre elas é muito importante para responder questões relacionadas ao tema no Enem e no vestibular.

Retornar ao Blog