29/06/2021 Saúde

O que é a TDAH? Como ela pode atrapalhar sua vida?

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
O que é a TDAH? Como ela pode atrapalhar sua vida?

O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) passou a ser categorizado como um transtorno do neurodesenvolvimento a partir da quinta edição do Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais (DSM-5). Isso significa que seus sintomas começam a se manifestar na infância e podem perdurar pelo resto da vida do paciente.

Antes dessa definição, o transtorno era entendido como uma doença que se manifestava em crianças e cujos sintomas desapareciam conforme o paciente crescia e se tornava adulto. Cientistas chegaram a esse novo conceito a partir de pesquisas científicas realizadas no processo de revisão de critérios diagnósticos para o DSM-5.

Continue lendo para entender mais sobre o transtorno e como ele pode afetar a vida dos pacientes.

O que é TDAH?

O TDAH se caracteriza por padrões de comportamentos impulsivos, hiperativos e desatentos. Os sintomas podem se manifestar em diferentes situações, como em casa, na escola e em outros momentos da vida do paciente. É importante ressaltar que os sintomas apresentam algumas diferenças de manifestação em crianças e adultos.

Sintomas de desatenção de TDAH em crianças

Nas crianças, os sintomas relacionados à desatenção incluem: incapacidade de se manter focado em uma tarefa; não conseguir concentrar atenção nas atividades; não conseguir prestar atenção nem quando alguém fala diretamente e se distrair bem facilmente com barulhos.

Sintomas de desatenção de TDAH em adultos

Em adultos, a desatenção se caracteriza por: facilidade de distração enquanto realiza tarefas laborais; esquecimento de fatos e datas relevantes; incapacidade de organização da rotina; dificuldade para responder e-mails e telefonemas; procrastinação e baixa produtividade.

Sintomas de hiperatividade/impulsividade de TDAH em crianças

Esses sintomas incluem grande agitação motora, ou seja, a criança fica agitando constantemente os seus pés e mãos. Para uma criança com TDAH, é difícil realizar atividades em silêncio. Ela tem dificuldade de esperar sua vez para participar de jogos e brincadeiras.

Sintomas de hiperatividade/impulsividade de TDAH em adultos

Nos adultos, os sintomas de hiperatividade/impulsividade incluem grande agitação mental, o indivíduo pensa em diversas coisas ao mesmo tempo, não conseguindo terminar uma tarefa. Eles têm grande dificuldade de seguir regras e normas socialmente estabelecidas. Estão sempre iniciando uma tarefa nova, mesmo sem ter concluído as anteriores.

Subtipos de TDAH

A partir da observação da frequência e intensidade dos sintomas, é possível para o especialista classificar o subtipo de TDAH do paciente. O indivíduo acometido por esse transtorno pode ser:

  • Predominantemente desatento (sintomas de desatenção mais evidentes);
  • Predominantemente hiperativo/impulsivo (sintomas de hiperatividade/impulsividade em destaque);
  • Do subtipo combinado (casos em que ambos os tipos de sintomas se manifestam proporcionalmente).

Também é possível identificar o nível da manifestação do TDAH como leve, moderado ou severo. Para esse diagnóstico, é importante que os sintomas tenham aparecido antes do paciente ter 12 anos de idade e devem ter sido observados em pelo menos dois contextos distintos.

Frequência do TDAH na população

Embora os sintomas do TDAH apareçam durante a infância ou no início da adolescência, é um transtorno que acompanhará o paciente por toda sua vida. Conforme dados de pesquisas epidemiológicas, o TDAH está presente em cerca de 5% da população infantil do planeta. Em torno de 60% desses pacientes continua manifestando sintomas quando se tornam adultos.

Pessoas diagnosticadas com TDAH podem sofrer com consequências bastante negativas em suas vidas. Por essa razão, é importante que pais, educadores, psicólogos e outros profissionais ajudem esses indivíduos a terem acesso a tratamento e acompanhamento corretos.

Como TDAH pode atrapalhar a vida dos pacientes?

Um paciente de TDAH pode ter grande dificuldade de realizar atividades cotidianas simples, como organizar sua rotina semanal e prestar atenção ao que o professor está explicando em sala de aula. Para ele, pode ser muito difícil prestar atenção em detalhes e em tarefas que demandem organização.

Em muitos casos, os pacientes não conseguem cumprir prazos e não se lembram de compromissos importantes, como aniversários ou do vencimento de contas. Indivíduos com TDAH podem ter uma série de prejuízos, como perder carteira e documentos ou, simplesmente, não se lembrar onde estacionaram o carro.

Essas dificuldades podem gerar graves consequências para a vida pessoal e profissional. No contexto pessoal, é normal que essas pessoas sejam cobradas pelas outras por sua desatenção e falta de organização. Já no ambiente de trabalho, pode se prejudicar por não conseguir trabalhar na mesma velocidade dos colegas ou por se esquecer de coisas importantes.

No ambiente escolar, crianças com TDAH podem ter grande dificuldade para prestar atenção nas aulas e, dessa forma, podem apresentar problemas de aprendizagem. Se não há o diagnóstico e acompanhamento, essas crianças podem desenvolver problemas psicológicos por se sentirem incapazes e sem confiança em si.

Diagnóstico e tratamento são fundamentais

Uma vez que o TDAH pode ter impactos bastante sérios na vida de crianças e adultos, é fundamental que o diagnóstico seja feito. Somente a partir da compreensão da existência do problema é possível dar início ao tratamento.

Antes do diagnóstico, pessoas com TDAH podem ser discriminadas como desorganizadas e incapazes. Os neuropsicólogos têm um papel fundamental para mudar essa percepção.

O ideal é que o diagnóstico seja feito na infância, contribuindo para reduzir as consequências psicológicas negativas de crescer sendo taxado de incapaz. Um indivíduo bem orientado desde cedo chega à vida adulta conhecendo sua condição e sabendo como lidar com os sintomas, reduzindo, assim, os impactos em sua vida pessoal e profissional.

TDAH é uma condição que pode acarretar uma série de questões para a vida do paciente, por isso, o tratamento é fundamental!

Para conferir mais conteúdos informativos como este, navegue pelo blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog