14/05/2021 Saúde

Vírus x Bactérias: características e diferenças

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Vírus x Bactérias: características e diferenças

Tanto vírus quanto bactérias são capazes de causar doenças no ser humano, em alguns casos, fatais. Porém, possuem inúmeras diferenças quando se analisam as suas principais caraterísticas biológicas. O primeiro se trata de partículas infecciosas, enquanto o segundo é um organismo vivo. Continue lendo para entender melhor essas diferenças.

Vírus x Bactérias: conheça as suas características e diferenças

Vamos começar destacando as características que vírus e bactérias têm em comum. Ambos podem causar doenças, são invisíveis a olho nu e se multiplicam rapidamente em um curto período de tempo. Para que fiquem mais claras as diferenças, a seguir iremos apresentar as definições de vírus e bactérias.

O que são bactérias?

Bactérias são organismos vivos que apresentam apenas uma célula. Nessa célula única estão concentrados o seu genoma e estruturas celulares responsáveis pela síntese de proteínas que as abastece com energia. Bactérias são organismos com um metabolismo próprio, cuja multiplicação acontece através de divisão.

Ressaltamos que as bactérias nem sempre são ruins para o ser humano. Inclusive, algumas delas são vitais para a saúde humana, como aquelas que compõem a flora do intestino, auxiliando na digestão. Alguns exemplos de doenças causadas por bactérias são: cólera, tuberculose, difteria e tétano.

Principais características das bactérias

As bactérias são microrganismos unicelulares que possuem membrana e citoplasma, mas que não têm núcleo definido. O material genético é o ácido desoxirribonucleico (DNA) que se encontra disperso no citoplasma. Há bactérias parasitas que causam doenças como cólera e pneumonia.

Porém, há outras que desenvolvem relações amistosas com os seres vivos, como as bactérias que estão presentes no intestino humano, ajudando no processo de digestão e absorção de vitaminas. Também há aquelas que se alimentam de matéria orgânica morta, fazendo a decomposição da matéria orgânica.

Qual o tamanho das bactérias?

Bactérias apresentam tamanho de cerca de 1 milésimo de milímetro, não podem ser vistos a olho nu.

Sensibilidade

Bactérias são sensíveis a antibióticos, medicamentos usados para o tratamento de infecções bacterianas. Há antibióticos específicos para cada tipo ou grupo de bactérias.

O que são vírus?

Vírus não são células, apenas partículas infecciosas. Parte da comunidade científica nem classifica os vírus como seres vivos. Sua multiplicação somente é possível se houver ajuda externa. Infiltram seu material genético em células de outros seres vivos, de maneira a reprogramá-las para que elas passem, então, a produzir vírus até estourar, liberando as partículas infecciosas.

Uma característica interessante dos vírus é que cada um possui uma célula hospedeira específica. Há aqueles que atacam apenas plantas, outros que se hospedam em animais e os que atacam humanos. Também existem vírus que atacam somente fungos e bactérias.

Dentre as doenças causadas por vírus estão: AIDS, dengue, sarampo, hepatite, catapora, covid-19 e gripe. Comparativamente, as bactérias são bem maiores do que vírus infecciosos. Elas têm em média um tamanho de 0,001 milímetro e os vírus apresentam, no máximo, um centésimo dessa medida.

Principais características dos vírus

Vírus são estruturas acelulares, os exemplares mais simples têm uma cobertura proteica envolvendo seu material genético (pode ser ácido ribonucleico – RNA ou ácido desoxirribonucléico – DNA).

Como não são constituídos de células, precisam parasitar uma célula para que esta realize o trabalho de cópia do seu material genético, multiplicando-o dentro do organismo infectado. Dessa forma, a doença em questão é desenvolvida.

Tipos de vírus

A classificação dos vírus leva em consideração o tipo de ácido nucleico, forma do capsídeo e organismos que podem ser infectados por ele. A seguir apresentaremos os principais tipos de vírus.

Adenovírus: são vírus formados por DNA, um exemplo é o vírus da pneumonia.

Retrovírus: esses vírus são formados por RNA, um exemplo é o vírus HIV.

Arbovírus: vírus que são transmitidos por insetos, como o vírus da dengue.

Bacteriófagos: vírus que infectam bactérias.

Micófagos: vírus que são responsáveis por infectar fungos.

É importante mencionar que vírus podem usar agentes transmissores em uma infecção. Um exemplo disso é que plantas podem ser infectadas por vírus por meio de insetos ou outros organismos que delas se alimentem.

Vacinas e medicamentos

Os medicamentos específicos contra bactérias recebem o nome de antibióticos. Os vírus, por sua vez, não podem ser mortos porque não vivem. Por isso que contra os vírus existem apenas antivirais que inibem o processo de multiplicação das partículas infecciosas impedindo, por exemplo, que cheguem às células hospedeiras, não podendo, assim, dar prosseguimento à infecção.

Porém, em muitos casos, os médicos prescrevem antibióticos também para pacientes com infecções virais. O motivo para isso é que os vírus enfraquecem o sistema imunológico, tornando mais fácil o ataque de bactérias ao organismo. O antibiótico é prescrito para evitar que tal ataque aconteça. Vacinas podem ser desenvolvidas para bactérias e vírus.

Agora você já sabe quais são as principais características e diferenças entre vírus e bactérias! Para conferir mais conteúdos de biologia, além de dicas para o Enem e o vestibular, navegue pelo blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog