30/09/2015 Aulas de Geografia

Aula em vídeo – Massas de Ar que Atuam no Brasil

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Aula em vídeo – Massas de Ar que Atuam no Brasil

Circulação de Massas de Ar

As massas de ar são grandes porções da atmosfera que possuem características específicas de temperatura, umidade e pressão e se movimentam em função da diferença de pressão e densidade. O ar se desloca de áreas de alta pressão (anticiclone) para regiões de baixa pressão (ciclones).

A circulação de massas de ar é a principal responsável pela dinâmica climática. No território brasileiro atuam 5 grandes massas de ar que provocam as mudanças no tempo ao longo das estações do ano:

– Massa tropical atlântica (mta): quente e úmida.

– Massa tropical continental (mtc): quente e seca;

– Massa equatorial atlântica (mea): quente e úmida

– Massa equatorial continental (mec): quente e úmida

– Massa polar atlântica (mpa): fria e úmida.

Massas de Ar no Verão

Durante essa estação, as massas mais atuantes são a equatorial continental, tropical atlântica e equatorial atlântica e, em menor proporção, a tropical atlântica.

A mec atua por toda Amazônia, Centro-Oeste e Sudeste e Nordeste, grande parte dessas regiões ficam sob domínio de elevadas temperaturas e chuvas de convecção.

A mta exerce influência nas regiões Sul e Sudeste e contribuem para o calor e as chuvas nessas áreas. Forma os ventos alísios de sudeste e provoca chuvas orográficas ao longo do litoral brasileiro.

A mea atua nos litorais do Norte e Nordeste e forma os ventos alísios de nordeste.

A mtc tem uma atuação mais restrita pois se limita a pequenos trechos das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e por um período curto.

Massas de Ar no Inverno

Durante o inverno temos o recuo da mec e mtc, o que permite o avanço da mpa e mta pelo território brasileiro.

A ação da mpa está relacionada a formação de frentes frias que podem afetar todas as regiões do Brasil, embora com intensidades diferentes. Também pode provocar geadas na porção Centro-sul e, inclusive, queda de neve na região de altas altitudes na região sul e chuvas frontais em grande parte do espaço nacional. Na região Sul e no litoral oriental do Nordeste, as chuvas frontais são intensas e resultado do choque da mpa e mta.

Esporadicamente, a mpa pode atingir o sul e sudoeste da Amazônia (Acre, Rondônia e norte do Mato Grosso) e ocasionar o fenômeno da friagem. Esse avanço é propiciado pelo recuo da mec e da mtc e o relevo de baixas altitudes no centro da América do Sul.

A mta além de entrar nas regiões Sul e Sudeste, passa a se deslocar para Centro-oeste( onde chega seca e favorece a estiagem na região) e Nordeste Oriental (onde provoca chuvas frontais ao se chocar com a mpa).

Retornar ao Blog