16/02/2021 História

Características do Segundo Reinado no Brasil

Escrito por Hexag Educação @hexagmedicina
Características do Segundo Reinado no Brasil

O período da história em que o Brasil foi governado por Dom Pedro II ficou conhecido como Segundo Reinado, e foi de 1840 até 1889. Trata-se de um capítulo bastante importante porque gerou diversas transformações no país, incluindo disputas políticas e conflitos. Siga a leitura para saber mais a respeito das características dessa fase da história brasileira que durou quase 50 anos.

Contexto histórico do Segundo Reinado no Brasil

Antes de falarmos sobre as características, é importante fazermos uma contextualização do cenário do Brasil da época.

Em 1822 foi proclamada a Independência do Brasil, que deixou de ser colônia de Portugal e se tornou um Império. É válido mencionar que outros países da América que eram colônias, ao se tornarem independentes, se transformaram em república, mas o nosso país seguiu sendo governado por um monarca, Dom Pedro I, que detinha todo o poder.

Apenas nove anos após tomar posse, em 1831, Pedro I abdicou ao trono, cedendo-o para o seu filho, Pedro II, que era apenas uma criança com cinco anos de idade. Como a Constituição determinava que um herdeiro somente poderia assumir o trono quando completasse 18 anos de idade, o Brasil passou a ser governado por regentes.

Durante o período regencial, ocorreram muitas desavenças entre conservadores e liberais. Cada lado defendia que seu modo de governo era o melhor para manter a estabilidade do país até que Dom Pedro II pudesse assumir o cargo de autoridade máxima. Os conservadores desejavam manter o poder centralizado, enquanto os liberais tinham uma visão um pouco diferente.

Com o avanço dos conflitos, os liberais começaram a lutar pela aprovação de uma antecipação da maioridade de Pedro II, para que ele pudesse assumir o trono antes do previsto. É válido mencionar que o herdeiro, apesar de ter apenas 14 anos de idade, era bastante estudioso e se dedicava à preparação para se tornar Imperador do Brasil.

Em 1940, os membros do Partido Liberal realizaram uma manobra que ficou conhecida como Golpe da Maioridade. Por conta da forte pressão, até mesmo os conservadores acabaram cedendo e aceitaram que Dom Pedro II assumisse o trono, mesmo sem ter completado 18 anos. Assim, deu início o período que ficou conhecido como Segundo Reinado.

Principais características do Segundo Reinado no Brasil

Com Dom Pedro II no poder, chega o momento de conhecermos os acontecimentos que marcaram esse período. Inclusive, ele foi o governante que passou mais tempo no comando do Brasil em toda a história, totalizando 49 anos.

Contexto político

Quando Dom Pedro I abdicou ao trono, o chamado Poder Moderador foi suspenso, já que o herdeiro ainda não tinha idade suficiente para assumir o trono. Tratava-se de um poder que se sobrepunha aos demais, permitindo que o Imperador interviesse em casos de conflitos. Após a coroação de Pedro II, o Poder Moderador voltou a existir.

Outro aspecto relevante da política do segundo reinado diz respeito aos Partidos Liberal e Conservador. Por conta dos frequentes conflitos, Pedro II determinou que eles iriam alternar na liderança dos ministérios. Curiosamente, havia poucas diferenças ideológicas entre ambos, as divergências estavam mais ligadas a uma disputa pelo poder.

Contexto econômico

Economicamente, o Segundo Reinado não trouxe tantas mudanças para o Brasil. A economia se manteve baseada, principalmente, na agricultura e na exportação. O café era o principal produto exportado do país, sendo cultivado no Vale do Paraíba com mão de obra escrava e, posteriormente, no Oeste Paulista com mão de obra imigrante. Além do café, a economia brasileira também era mantida através da produção de açúcar, da exploração do ouro e de outras atividades.

Abolição da escravidão

Durante o Segundo Reinado, as discussões sobre a abolição da escravidão foram ganhando força. Ao longo do período, várias leis foram criadas nesse sentido, incluindo: Lei Eusébio de Queiroz, de 1850, que proibiu o tráfico negreiro; Lei do Ventre Livre, de 1871, que garantia liberdade após os 21 anos aos filhos de escravas; Lei do Sexagenário, de 1885, que libertou escravos com mais de 65 anos; e finalmente a Lei Áurea, de 1888, que colocou fim à escravidão no Brasil.

Guerra do Paraguai

Mais um fato que marcou o Segundo Reinado foi a Guerra do Paraguai, que ocorreu entre os anos 1864 e 1870. O Brasil, como parte da chamada Tríplice Aliança (que também contava com Uruguai e Argentina), lutou contra o Paraguai. A motivação da guerra foram divergências econômicas, políticas e territoriais. O confronto chegou ao fim com a morte do então presidente do Paraguai, Francisco Solano López.

Fim da monarquia

Em 1889, aconteceu o fim do Segundo Reinado do Brasil por conta de desentendimentos entre o Império e a elite, que estava insatisfeita com a abolição da escravidão. O exército e a igreja também estavam descontentes com a monarquia. Toda essa pressão levou à Proclamação da República, evento comandado pelo Marechal Deodoro da Fonseca.

Conhecer as características do Segundo Reinado é muito importante para compreender a história do Brasil. Para conferir mais conteúdos e dicas, navegue pelo blog do Hexag Medicina!

Retornar ao Blog